Comperj acaba de empregar 178 trabalhadores pela Kerui

Comperj 178 vagas obras
 

As contratações aconteceram no último dia 14 de maio, fontes ligadas ao Click Petróleo e Gás informaram que houve necessidade de indicações urgentes devido à insurgências com alguns trabalhadores do Comperj

Uma verdadeira horda de trabalhadores para o Comperj acabaram de ser admitidos na última terça-feira(14) para compor o quadro da equipe civil. A Kerui Método, que está responsável pela construção da UPGN, simplesmente integrou 178 pessoas de uma vez, disseram fontes ligadas ao Click Petróleo e Gás, juntamente com o vídeo.

Na semana passada, estas mesmas fontes disseram que eles estavam precisando de lixadores, encanadores, ajudantes entre outras funções, aproximadamente 30 de cada cargo. Algumas pessoas disseram que estes 178 recém integrados a equipe do Comperj foram indicados, outras relatam que as mesmas já faziam parte do banco de dados da empresa e do Sine de Itaboraí.

O fato é que recebemos vídeos e fotos ( Não iremos postar aqui para não prejudicarmos nossos colegas) do momento que chagaram vários ônibus da empesa 1001 Autoviação, com diversos trabalhadores para fazer a integração e algum tempo depois, todos já saíram uniformizados.

Não sabemos se eles são trabalhadores residentes do Conlest ou de outras regiões, ressaltando que a Actemium também ganhou um bom contrato no empreendimento, confiram aqui os detalhes.

Divergências com trabalhadores

Não sabemos se este fato foi o catalizador deste acontecimento, mas no dia 2 de maio( quinta-feira), vários trabalhadores da equipe Civil no Comperj colocaram o nome para trabalhar fora de sua escala, sendo que no dia seguinte, nenhum deles apareceram para trabalhar. Aconteceu que houve muitos pedidos de caminhões de concreto e outros insumos operacionais de custo perecível e não havia ninguém para tocar as operações.

Conclusão: Pediram a relação dos nomes de todos que faltaram no dia e segundo os relatos, todos serão demitidos! Não importando o cargo ou nível hierárquico ( popularmente conhecidos como “pequenos” e “cabeças brancas” respectivamente ).

Sobre Paulo Nogueira

Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás em operações de completação, perfuração e produção em empresas em parceria com grandes empresas multinacionais do setor.