Banco do Nordeste aplicará 2,7 bilhões em investimentos no Maranhão para gerar empregos e rendas em 2022

Valdemar Medeiros
por
-
03-10-2021 11:47:02
em Economia, Negócios e Política
Banco doNordeste - maranhão - empregos - rendas - investimentos Banco do Nordeste investe no Maranhão e fomenta empregos e rendas – créditos: Imirante/MA

Banco do Nordeste anunciou, nessa quarta-feira (29), a disponibilidade de R$ 2,7 bilhões em investimentos para o Maranhão por meio do FNE em 2022  

Na última quarta-feira (29), o Banco do Nordeste realizou uma transmissão em seu canal oficial do Youtube onde apresentou a proposta durante uma reunião da programação do FNE 2022. O Maranhão será palco de novos investimentos que contemplam diversas áreas, gerando empregos e rendas para a população ludovicense. 

Leia também  

Mais de 26 bilhões em investimentos  

A aplicação no Maranhão representa apenas 10% de todo o montante a ser aplicado na região Nordeste. O Banco do Nordeste informou que pretende investir R$ 26,6 bilhões para o ano de 2022, em toda a sua área de atuação, beneficiando um total de 1.990 municípios, fomentando a geração de novas oportunidades de empregos e acumulando rendas para os municípios comtemplados.  

Confira os setores que receberão novos investimentos no maranhão:

  • R$ 45 milhões para o turismo;
  • R$ 10 milhões para agroindústria;
  • R$ 16,9 milhões para pessoas físicas;
  • R$ 708,7 milhões para comércio e serviços;
  • R$ 700 milhões para a pecuária;
  • R$ 450 milhões para a agricultura;
  • R$ 80 milhões para a indústria.

Um dos destaques da programação projetada para o ano que vem é a reserva de R$ 7,43 bilhões para investimentos em projetos de energia sustentável no Nordeste, norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, que favoreçam o enfrentamento da atual crise hídrica e energética a partir do desenvolvimento do potencial da Região para geração de energia eólica e solar.

Metodologia participativa do Banco do Nordeste  

A construção da programação anual do FNE é orientada por metodologia participativa, elaborada sob a coordenação do Banco do Nordeste e em diálogo com o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Sudene, representantes de governos estaduais e municipais e representantes do setor produtivo, pensando na geração de empregos e rendas.  

As reuniões para elaboração da Programação FNE 2022 foram iniciadas em junho, com encontros presenciais e on-line, para contemplar contribuições dos diversos atores de todos os estados que integram a área de atuação da Sudene.

A distribuição dos valores projetados por estado, setores econômicos e portes de empreendimentos já foram apreciados pelos parceiros e o texto elaborado dará origem ao Plano de Aplicação Regional, a ser encaminhado ao MDR e à Sudene até 30 de outubro.

Os recursos do FNE constituem uma fonte de financiamento para atividades produtivas conduzidas na área de atuação da Sudene, por meio de investimentos de longo prazo, oferta de capital de giro e custeio. Também são beneficiados estudantes atendidos pelo Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) e pessoas físicas que investem em mini e microgeração de energia fotovoltaica.

Por orientação legal, os recursos do Fundo beneficiam prioritariamente empreendimentos de pequeno porte localizados em espaços considerados prioritários à Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR), a exemplo do Semiárido nordestino, além de seguir as diretrizes de aplicação constantes no Plano Regional e Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE).

Banco do Nordeste  

Banco do Nordeste do Brasil S.A. é um banco brasileiro, constituído na forma de sociedade de economia mista, com participação do Governo Federal do Brasil como maior acionista, com sede em Fortaleza, no Ceará.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe