Início Yamaha e Toyota lançam o primeiro motor de oito cilindros em “V” movido inteiramente a hidrogênio do mundo

Yamaha e Toyota lançam o primeiro motor de oito cilindros em “V” movido inteiramente a hidrogênio do mundo

19 de fevereiro de 2022 às 12:36
Compartilhe
Siga-nos no Google News
motor-de-oito-cilindros-em-V - Yamaha - Toyota - carros a hidrogênio - motor a hidrogênio
Baseado no propulsor de 5,o litros do esportivo Lexus RC F, V8 sofreu diversas modificações para usar hidrogênio como combustível. Fotos: Divulgação/Yamaha

Após criarem aliança com outras fabricantes japonesas, a Toyota e a Yamaha já estão demonstrando fruto dessa junção e decidiram apresentar o primeiro motor V8 movido a hidrogênio do mundo   

Após pedido feito pela Toyota, a Yamaha desenvolveu um motor V8 (oito cilindros, em formato de “V”) com capacidade para 5.0 litros, destinado à automóveis movidos a hidrogênio. Esse novo projeto está relacionado a uma nova aliança formada entre Toyota, Yamaha e outras empresas japonesas do setor automotivo, que visa expandir as opções de combustível para motores a combustão, provando que eletrificar os veículos não é a única solução sustentável para a mobilidade do futuro.  

Leia outras noticias relacionadas

Novo motor de oito cilindros e movido a hidrogênio desenvolvido pela Yamaha é o primeiro do mundo

Segundo a Yamaha, propulsor a hidrogênio é neutro em carbono e mantém viva a paixão pelos motores a combustão interna – Divulgação

De acordo com o presidente da Yamaha Motor, Yoshihiro Hidaka, a fabricante japonesa tem trabalhado para alcançar a neutralidade de carbono até o ano de 2050. Hidaka destacou que a palavra ‘Motor’ está no nome da nossa empresa justamente pela forte paixão e pelo nível de compromisso com o motor movido a combustão interna.

Mesmo que a Yamaha seja famosa por suas motocicletas, a fabricante japonesa também já investiu na produção de motor para carro. A Yamaha até chegou a fabricar propulsores de alto desempenho para a Fórmula 1, que foram inseridos nos carros Tyrell, Brabham e Jordan, em 1990.

O motor de oito cilindros, movido a hidrogênio, desenvolvido pela Yamaha para a Toyota, é totalmente baseado no propulsor de 5,0 litros do luxuoso esportivo Lexus RC F. O motor passou por alterações nos injetores, cabeçotes, coletor de admissão, entre outros componentes, para que pudesse ser alimentado com o elemento químico liquefeito.

Aliança entre fabricantes japonesas

Em novembro de 2021, as empresas japonesas Kawasaki Heavy Industries, Subaru Corporation, Toyota Motor Corporation, Mazda Motor Corporation e Yamaha Motor, anunciaram que formaram uma aliança com o intuito de realizar pesquisas colaborativas, sobre a viabilidade de expandir as opções de combustível para motores de combustão interna, sendo uma alternativa aos motores elétricos que estão em busca da neutralidade de carbono.

Há cerca de 5 anos, a Yamaha começou a desenvolver um motor a hidrogênio e, segundo Takeshi Yamada, engenheiro responsável pelo departamento de desenvolvimento automotivo do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Técnico da Yamaha, a fabricante acredita no potencial do uso de hidrogênio como combustível para motor com alto desempenho.

Fascínio por motor a combustão interna

Takeshi conta que passou a notar que os motores que faziam uso somente do hidrogênio como combustível, possuíam características excelentes de desempenho. Segundo ele, o motor a hidrogênio é amigável, tornando-o fácil de usar até mesmo se precisar recorrer à auxílios eletrônicos de direção.

O engenheiro da Yamaha realmente acredita que há um enorme potencial nessas  características exclusivas do motor a hidrogênio e busca não tratá-lo apenas como um substituto da gasolina.

Uma outra característica muito valorizada ao longo do processo de desenvolvimento foi o ronco emitido pelo escapamento do motor de oito cilindros. Takeshi disse que a Yamaha está buscando não apenas o desempenho do motor, mas também estimular um novo fascínio pelo motor a combustão interna.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes