Início Toyota, Subaru, Mazda, Kawasaki e Yamaha deixam elétricos de lado e criam aliança para manter o mercado de motor à combustão vivo

Toyota, Subaru, Mazda, Kawasaki e Yamaha deixam elétricos de lado e criam aliança para manter o mercado de motor à combustão vivo

20 de fevereiro de 2022 às 17:06
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Toyota-Subaru-Mazda-Kawasaki-e-Yamaha - motor a combustão
A guerra entre os carros a combustão e elétricos – foto: Insideevs/UOL

A aliança nomeada de ‘Team Japan’, das fabricantes japonesas Toyota, Subaru, Mazda, Kawasaki e Yamaha, busca alternativas para manter ativo o mercado de motor à combustão no mundo      

Algumas fabricantes japonesas se uniram para a criação de uma aliança, cujo intuito é manter vivo o motor de combustão interna. A aliança formada por Toyota, Subaru, Mazda, Kawasaki e Yamaha tem a ideia de fomentar a procura de combustíveis alternativos e também de soluções a hidrogênio, que sirvam para manter esta tecnologia válida nessa nova era de eletrificação.

Leia outras notícias relacionadas

Toyota, líder da aliança, busca melhores alternativas para motores à combustão

Em defesa de uma maior liberdade de escolha e de investigação nas soluções para motor à combustão, a Toyota está liderando a aliança, denominada de ‘Team Japan’ (Equipe Japão), entre fabricantes japonesas que também estão buscando olhar para alternativas, que sejam eficientes, para que motores à combustão interna possam continuar relevantes e com uma neutralidade carbônica.

O CEO da Toyota, Akio Toyoda, tem sido bastante crítico com relação à abordagem das entidades regulatórias que tem feito o apontamento de que a eletrificação é o único caminho para a mobilidade limpa. A empresa demonstrou recentemente o seu trabalho de conversão de um motor à combustão em um motor a hidrogênio, colocando o seu Corolla em uma competição de resistência no Japão, o evento Super Taikyu Series.

O Corolla também foi destaque na conferência de imprensa realizada no circuito do Okayama, onde Toyota Motor Corp., Subaru Corp., Mazda Motor Corp., Kawasaki Heavy Industries e Yamaha Motor puderam apresentar os objetivos principais desta aliança, tais como: incentivar o uso de combustíveis neutros em emissões de carbono, investigar o uso de motores movidos a hidrogênio em motos e automóveis de alta performance, e por fim, manter o argumento que o motor à combustão pode sim continuar em uso na competição, mas com recurso associado ao hidrogênio.

Resultados divulgados pela ‘Equipe Japão’

Um dos primeiros resultados divulgados pela Equipe Japão foi justamente a utilização do novo motor 1.5 Skyactiv-D, movido a gasóleo, em competição, por parte da montadora Mazda, alimentado por biodiesel.

O Mazda Demio Spirit Racing Bio – modelo que foi baseado no Mazda2, atualmente vendido apenas na Europa – irá usar diesel 100% derivado de biomassa, que será fornecido pela Euglena Co., Ltd.

Um projeto semelhante está sendo preparado pela Toyota justamente com a Subaru, com seus BR-Z e GR86, que podem competir por igual já que ambos contam com recurso de combustíveis sintéticos neutros em carbono. Ao realizarem a competição em conjunto,as marcas terão o poder de acelerar o desenvolvimento deste combustível para uso em grandes centos urbanos.

Preocupações de Toyoda

A idealização de combustíveis neutros em carbono acaba assumindo uma outra relevância, que atende à quantidade de veículos de motor à combustão que atualmente estão em uso no mundo, sendo altamente superior aos de motorização elétrica. Mas há uma previsão de que essa diferença possa diminuir ao longo dos anos.

Mesmo assim, Toyota e Mazda já contam com modelos elétricos em concretização, sendo que a Mazda já possui alguns sendo comercializados, seguindo em uma competição cada vez mais acirrada no mercado automobilístico. Porém, Toyoda tem se preocupado também com o impacto da eletrificação com relação ao nível do emprego, que possivelmente sofrerá uma baixa nesse caminho, podendo ser grave nas fábricas de produção do Japão.  

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes