Volkswagen, Shell e Bosch desenvolvem nova gasolina que reduz cerca de 20% das emissões de CO2 na atmosfera

Valdemar Medeiros
por
-
05-05-2021 17:06:35
em Petróleo, Óleo e Gás
Volkswagen - Bosch -Shell - gasolina A nova gasolina da Shell, Volkswagen e Bosch – Fonte: reprodução Google/exame

A nova gasolina estará nas estações de reabastecimento da Bosch ainda esse ano e a parceria com a Volkswagen e a Shell fez toda diferença no resultado final do novo combustível

A montadora de veículos Volkswagen, a fornecedora de tecnologia Bosch e a multinacional de energia e petroquímica Shell desenvolveram juntas a Blue Gasoline. A inovação das empresas se trata de uma gasolina capaz de reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2) em 20%.

Leia também

Palavras das empresas sobre a nova gasolina

O que muda com a nova gasolina

A Bosch indicou em um comunicado que a nova gasolina é composta ao equivalente a 33% de energias renováveis, permitindo que suas emissões sejam reduzidas em 20% se comparada com a gasolina comum.

De acordo com Uwe Gackstatter, presidente da divisão de Soluções de Sistemas de Propulsão da Bosch, na jornada de transformar a mobilidade em algo 100% sustentável, as empresas devem ter a certeza que não foi deixada nenhuma oportunidade para trás que seja explorável, começando pelos carros e elétricos e terminando com combustíveis renováveis. Sendo assim, ele ressaltou que cada grama não emitido de CO2 pode ajudar a atingir os objetivos sustentáveis.

Essa nova gasolina estará disponível para ser utilizada nas estações da Bosch ainda esse ano. Já o diretor de Desenvolvimento de Motores de Combustão Interna da Volkswagen, Sebastian Willmann, ressaltou que a nova gasolina é uma peça de suma importância na redução das emissões de CO2 de veículos a combustão, e ainda será adequada para uso em modelos híbridos.

De acordo com o Chefe de Combustíveis Especiais da Shell, Felix Balthasar, este tipo de gasolina vem depois do Diesel Azul, aumentando a gama de combustíveis renováveis e de baixa emissão de CO2. De acordo com o executivo da Shell, a nova gasolina irá dar aos motores a combustão um passo enorme em direção à sustentabilidade.

Entenda sobre os combustíveis sintéticos

Apesar de todos os estudos e esforços já realizados, ainda é necessário um pouco mais para que os combustíveis sintéticos possam se estabelecer nos mercados de gasolina. As instalações ainda são caras e existem apenas algumas plantas de teste.  

Os combustíveis sintéticos, como o da Bosch, Volkswagen e Shell, são produzidos com exclusividade para o auxílio de energias renováveis. No primeiro estágio, o hidrogênio é feito a partir da água. Logo após o carbono é adicionado para produzir o combustível líquido e pode ser reciclado por meio de processos industriais ou até mesmo armazenado pelo ar através de filtros. A junção do CO2 e H2 resulta nos famosos combustíveis sintéticos, que podem ser diesel, gás, gasolina e até querosene.

Sobre a Bosch, Volkswagen e Shell

Estando no Brasil há 65 anos, a Bosch emprega cerca de 8.000 colaboradores e no ano de 2019 registrou um lucro líquido de cerca R$ 5,2 bilhões com a oferta de produtos e serviços para a área da mobilidade, entre muitos outros.

A Volkswagen, com início na década de 1930, está presente em 150 países e hoje é uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo. Ela chegou no Brasil em 1953, quando as primeiras unidades do Fusca foram montadas por meio de peças importadas da Alemanha.

A Shell é uma empresa a nível global de energia e conta com cerca de 92 mil funcionários, estando presente em mais de 70 países. No Brasil, a Shell conta com mil colaboradores.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe