Quatro novas plataformas de petróleo estão chegando na Bacia de Campos

Quatro novas plataformas de petróleo estão chegando na Bacia de Campos

Petrobras divulgou em palestra no Brasil offshore que a Bacia de Campos e cidades do entorno serão totalmente revitalizadas, gerando empregos e aquecendo a economia nos próximos anos

A Petrobras têm a intenção de implementar mais 4 unidades petrolíferas na Bacia de Campos a partir de 2018. O FPSO Cidade de Campos de Goytacazes está cotado para produzir primeiro os jazidas de Tartaruga Verde e Tartaruga Mestiça. A campo de Merlim também contará com 2 novíssimas plataformas. O Campo de Albacora também recebera mais um para produzir o pré-sal.

Mauro Destri, que é o gerente da área de Projetos Complementares da Bacia de Campos, disse que revigorar a ativo de Marlim é prioridade, isso porque o projeto prevê produção de óleo e gás até 2052 se tudo ocorrer bem, conforme foi divulgado na apresentação na feira Brasil Offshore 2017(clique aqui para saber o balanço do evento). Destri ainda complementa que enquanto a média mundial de declínio em campos maduros chegam a 12%, a Bacia de Campos apresenta uma média de 9%, então se novas tecnologias e investimentos forem aplicados, mais desenvolvimento econômico para as cidades do Norte Fluminense e Região dos Lagos maximizados.


Mauro Destri Brasil Offshore 2017

Atualmente, a Petrobras produz na Bacia de Campos por volta de 1,3 milhões de barris de petróleo todos os dias. Este valor equivale a colossais 64% da produtividade da estatal.

Você deseja trabalhar nestas plataformas futuramente? Então clique aqui e saiba o passo a passo para o seu sucesso profissional neste ramo.

TENHA UM CV ESPECÍFICO PARA O SETOR DE ÓLEO E GÁS

Você gostaria de ter um currículo desenvolvido especialmente para uma vaga no meio marítimo, em plataforma, offshore ou cabotagem? Adquira seu currículo offshore formatado e específico aqui📄
Posted Under
Sem categoria

Sobre Paulo Nogueira

Com formação técnica, atuei no mercado de óleo e gás offshore por alguns anos. Hoje, eu e minha equipe nos dedicamos a levar informações do setor de energia brasileiro e do mundo, sempre com fontes de credibilidade e atualizadas.