Presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo quer que auxílio do gás de cozinha fique disponível para todas as famílias vulneráveis

Valdemar Medeiros
por
-
11-07-2021 10:04:19
em Economia, Negócios e Política
Gás de cozinha - auxilio - Presidente - assembleia legislativa - O Governo do Ceará vai distribuir 250 mil unidades de botijões de gás para famílias de baixa renda do Estado Foto: Nacional Gás/Divulgação

Presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo apresentou o PL que propõe um auxílio do gás de cozinha voltado para famílias mais humildes

O Presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso (PRB), apresentou o PL que propõe a criação do auxílio do gás de cozinha. O benefício será destinado às famílias de baixa renda e tem como objetivo auxiliar na compra do botijão de gás. Voltada para famílias em estado de vulnerabilidade, a proposta também tem como objetivo reduzir o impacto financeiro do aumento consecutivo do valor do gás de cozinha no bolso das famílias.

Leia também

Palavras do Presidente da Assembleia Legislativa do ES

De acordo com o Presidente da Ales, é entendido que o auxílio Social do Gás, que é voltado para famílias em situação de pobreza, deve assegurar o acesso ao gás de cozinha para uso doméstico e trará um estímulo a quem mais está sofrendo com o desemprego e falta de renda, para usar a diferença de preço do gás de cozinha na compra de alimentos para suas famílias.

De acordo com o Presidente da Assembleia Legislativa do ES, poderão se beneficiar do auxílio do gás de cozinha as famílias que tenham renda mensal igual ou menor a meio salário mínimo, que vivam apenas do trabalho doméstico, também idosos com 65 anos ou mais e pessoas com deficiência (PCD).

Caberá ao Governo do Estado a coordenação do programa de auxílio, no acompanhamento, controle das atividades necessárias à sua execução e avaliação. Já as despesas criadas pela Lei virão dos recursos disponíveis no Fundo de Combate à Pobreza (FECOP), afirmou o Presidente da Assembleia Legislativa.

O aumento do gás de cozinha

No mês passado, a Petrobras anunciou um aumento de 5,9% nas distribuidoras, ou seja, o kg foi para R$ 3,40. Como já é evidente, o gás de cozinha teve preços mais elevados nos últimos meses, tanto que atualmente é comum encontrar botijões com valores que ultrapassam R$ 100, como é o caso da região Norte, onde o preço do gás de cozinha chega a R$ 113. No mês de maio, o produto também sofreu um aumento de 1,24% nas distribuidoras de todo o país segundo dados do IBGE, já o gás encanado teve um aumento de 4,58%.

Vale-gás: Auxílio do gás de cozinha em outros estados

Devido ao aumento do gás citado acima, os governos do Maranhão e Ceará estão disponibilizando à população o auxílio para a compra do gás de cozinha, conhecido como vale gás.

Para aqueles que residem no Ceará, o governo do estado criou o vale-gás social, que já foi concedido em duas rodadas e foi administrado pelo Cras de Fortaleza. Já no Maranhão, o governo passou a liberar o auxílio para o gás de cozinha por coordenação pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), gerando benefícios para cerca de 119 mil famílias em todo o estado.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.