Menu
Início Petrobras tem concorrência: Presidente Jean Paul Prates nega que a estatal seja o único agente do mercado de combustíveis no Brasil

Petrobras tem concorrência: Presidente Jean Paul Prates nega que a estatal seja o único agente do mercado de combustíveis no Brasil

16 de maio de 2023 às 18:55
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Petrobras tem concorrência: Presidente Jean Paul Prates nega que a estatal seja o único agente do mercado de combustíveis no Brasil
FOTO: Jean Paul Prates

Em entrevista exclusiva para a CNN, o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, afirmou que a Petrobras tem concorrência no mercado de combustíveis no Brasil e, por esse motivo, não entende a pressão sobre a estatal para que pratique preços atrelados à importação (PPI).

De acordo com Jean Paul Prates, “a Petrobras tem concorrência, todas as refinarias do mundo são concorrentes. No Brasil temos no Amazonas (Ream) e na Bahia (Mataripe)”. Ele argumenta que, se a empresa importar apenas 1%, não pode vender o produto pelo preço de importação nos outros 99% que a empresa produz.

Embora a Petrobras ainda seja a principal empresa do mercado de combustíveis no Brasil, respondendo por cerca de 80%, existem outras empresas que representam cerca de 19% do mercado, como a Acelen e outras pequenas refinarias e importações, principalmente de diesel.

Artigos recomendados

Jean Paul Prates disse que a nova política de preços da Petrobras é necessária porque a empresa vinha perdendo clientes para seus concorrentes, entre eles, importadores.

Ele também afirmou que o PPI era uma “abstração”, palavra utilizada por ele desde que assumiu a empresa em 2021. Segundo ele, o PPI não trazia a previsibilidade que cobram da estatal. A partir de agora, a empresa pretende administrar o preço de acordo com as oscilações normais do mercado.

A nova política de preços, que foi anunciada na terça-feira (16), tem como objetivo o aumento da competitividade da empresa. “É um colchão limitado, mas manejando as refinarias conseguimos fazer a gestão disso”, afirmou Jean Paul Prates.

Sobre a política de preços atrelados à PPI, Prates afirmou que “a ideia de que precisa de uma tabela, de que precisa saber qual vai ser o preço daqui a três meses, isso é uma abstração. Estamos abrindo mão de uma abstração e indo para a vida real”.

Essa mudança na política de preços da Petrobras é fundamental para a competitividade da empresa, que precisa se adaptar às mudanças no mercado, e garantir sua sobrevivência e crescimento. Com essa nova postura, a Petrobras deve oferecer preços mais competitivos, permitindo que a empresa conquiste novos clientes e aumente sua fatia de mercado.

A Petrobras tem como objetivo continuar ampliando sua atuação no mercado de combustíveis do Brasil, oferecendo produtos de qualidade e preços justo. A empresa também pretende expandir sua atuação em outros setores, como o de biocombustíveis e energia renovável.

Petrobras anuncia fim da paridade de preços do petróleo com o dólar

via UOL

Você quer receber apenas notícias e vagas de emprego do seu interesse? A solução chegou através do app CPG VAGAS E NOTÍCIAS! Se você é pintor, vai receber no seu celular apenas oportunidades neste cargo. E será assim com pedreiro, técnico, engenheiro e etc..... Não perca nada do que acontece no mercado de trabalho e econômico do Brasil, baixe agora o app CPG VAGAS E NOTÍCIAS, disponível para Android e IOS!

APP CPG VAGAS E NOTÍCIAS

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
BANNER POPUP CPG VAGAS E NOTICIAS 2 Fechar