Início Petrobras e chinesas assinam os contratos da 6ª Rodada de Partilha e do Excedente da Cessão Onerosa

Petrobras e chinesas assinam os contratos da 6ª Rodada de Partilha e do Excedente da Cessão Onerosa

31 de março de 2020 às 16:03
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Campo de Búzios Petrobras e chinesas

Petrobras – Foram assinados ontem (30/3) os contratos de partilha de produção de Búzios e Itapu, da Rodada de Licitações do Excedente da Cessão Onerosa, e de Aram, da 6ª Rodada de Partilha de Produção. As licitantes vencedoras celebraram contratos de partilha de produção com o Ministério de Minas e Energia, a ANP e a Pré-Sal Petróleo SA (PPSA) para exploração e produção de petróleo e gás natural.

Leia também

O bloco de Búzios foi arrematado na Rodada de Licitações do Excedente da Cessão Onerosa, realizada em 6/11/2019, pelo consórcio formado pelas empresas Petrobras, CNODC e CNOOC. O contrato terá vigência de 35 anos e representou uma arrecadação de R$ 68.194.000.000,00 (sessenta e oito bilhões e cento e noventa e quatro milhões de reais) para a União, além de um percentual de excedente em óleo de 23,24%.

Já o bloco de Itapu, também arrematado na Rodada de Licitações do Excedente da Cessão Onerosa, foi contratado exclusivamente com a Petrobras, que ofereceu R$ 1.766.000.000,00 (um bilhão e setecentos e sessenta e seis milhões de reais) e um percentual de excedente em óleo de 18,15% pelo contrato.

Já o bloco de Aram, foi arrematado na 6ª Rodada de Partilha de Produção, realizada em 7/11/2019, pelo consórcio formado pelas empresas Petrobras e CNODC Brasil, que ofereceu um bônus de assinatura de R$ 5.050.000.000,00 (cinco bilhões e cinquenta milhões de reais) e um percentual de excedente em óleo para a União de 29,96%.

Os valores relativos ao bônus de assinatura foram pagos pelas empresas em dezembro de 2019 e a assinatura dos contratos permite que sejam realizados os investimentos pactuados.

Fonte ANP


Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.


Facebook
Facebook

Twitter
Twitter

LinkedIn
LinkedIn

YouTube
YouTube

Instagram
Instagram

Telegram
Telegram

Google News
Google News

Relacionados
Mais recentes