Odebrecht e a Queiroz Galvão iniciam processo de reestruturação para pagamento de dívidas

Odebrecht e Queiroz Galvão
 

O assombro das investigações de corrupção Lava Jato ainda persegue Odebrecht e Queiroz Galvão que enfrentam uma diminuição da geração de fluxo de caixa e força uma nova onda de reestruturação das dívidas.

A Odebrecht iniciou um processo de reestruturação de um plano para o pagamento de suas dívidas. Inicialmente é voltado para os débitos relacionados aos grandes bancos nacionais e aos detentores de bônus garantidos do grupo. O valor que deve girar em torno de R$ 40 bilhões. A primeira opção da Odebrecht ainda é chegar a um acordo com os bancos, pagando todos os eurobônus internacionais no prazo. A Odebrecht confirmou que está “em negociações constantes com seus bancos de relacionamento”.

Somente o principal e o pagamento de juros externos consumirão todos os ganhos de caixa operacional esperados de US$ 350 milhões para 2018, segundo a S&P. O pagamento deste montante não deve afetar os funcionamentos da Braskem, maior negócio da Odebrecht na atualidade, e da Ocyan. As ações da Braskem, usadas como garantia para reestruturar dívidas de unidades da Odebrecht nos últimos anos, tiveram valorização de mais de 25% no ano passado e podem ser dadas como garantia adicional no novo empréstimo. Todos os dividendos da Braskem pagos à Odebrecht, que detém 51% do capital da petroquímica, já vão direto aos credores.

A empresa está contando com vendas de ativos no Peru para pagar dívidas, incluindo a hidrelétrica de Chaglla, que vendeu em setembro para a China Three Gorges por US$ 1,4 bilhão, mas ainda não recebeu os recursos, à espera da autorização do governo do Peru para a conclusão do negócio, disse a Odebrecht.

Ainda esta semana deve ser montado um Comitê Financeiro, coordenado por João Nogueira Batista, que é voltado para assessorar o processo de reestruturação. Também foi anunciado Marco Rabello como novo diretor financeiro do grupo.

A Queiroz Galvão também está em conversas com os bancos e a sua unidade de óleo e gás tem US$ 400 milhões em títulos em dólares e empréstimos vencendo neste ano, tenta uma negociação com os credores para reestruturar a dívida da empresa dentro de um processo de recuperação extrajudicial. Isso depende, no entanto, de um acordo com os detentores dos bônus, que têm dificultado essa saída para a empresa. Se não chegar a um entendimento com esses investidores, o processo deverá caminhar para uma recuperação judicial. Contudo a solução deve sair nos próximos dias, já que em 10 de dezembro vence o período de carência para o pagamento de US$ 27 milhões em juros dos bônus com vencimento em 2024 e também de US$ 3 milhões em juros dos papéis para 2019, que deveriam ter sido pagos em 9 de novembro.

A Queiroz Galvão Óleo e Gás tem um empréstimo de US$ 300 milhões além de US$ 100 milhões em títulos com vencimento neste ano, de acordo com dados compilados pela Bloomberg. No total, a Queiroz Galvão tem cerca de US$ 800 milhões em títulos internacionais, US$ 1 bilhão em empréstimos em dólares e R$ 1,2 bilhão em dívida local.

A companhia não tem caixa para esse pagamento, por isso a necessidade de renegociar a dívida com os credores. Para a recuperação extrajudicial acontecer, é preciso a aprovação de pelo menos 60% dos credores, o que a companhia ainda não conseguiu. As reestruturações de dívida locais e internacionais feitas nos últimos anos não foram suficientes para resolver a situação de dívida do grupo.

PETROBRAS É MULTADA POR NÃO CUMPRIR EXIGÊNCIA MÍNIMA DE CONTEÚDO LOCAL, CLICK AQUI E FIQUE POR DENTRO DAS NOTÍCIAS!

Candidatos: Cadastrem seus currículos conosco | Empresas: Temos Soluções Incríveis que Ajudarão em Seus Recrutamentos

Você é recrutador ou esta a frente do Recursos Humanos de uma empresas sabe como é difícil recrutar o profissional ideal para sua empresa.  Sabemos como o processo de seleção é árduo porque muitas pessoas mandam seus currículos para funções que elas não tem atribuições, sobre-carregando os servidores e as vezes, obrigado até mesmo trocar de e-mail.    

Nós temos um sistema no qual é possivel escolher seus profissionais através de filtros, e mandar um único comando personalizado para as pessoas que passaram e não passaram no processo de seleção, isso com opção ou não de revelar seus contatos. Mas se desejar pesquisar seu candidato ideal em nosso banco de dados, também é possível, temos um grande Banco de Dados qual os melhores profissionais do Brasil com a sua área desejada de atuação. Acessem o nosso PORTAL DE VAGAS E EMPRESAS AQUI e experimente nossos recursos. Garantimos que vocês não irão se arrepender.

The following two tabs change content below.
Flavia Marinho

Flavia Marinho

Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica com ênfase em Automação , Inglês avançado e experiência na indústria de construção naval no estaleiro Brasfels (KeppelFells). Conhecimento dos processos de KPI, planejamento de tubulação, comissionamento e construção de drilling rigs, FPSO’s e reparos.