Início Município de Minas Gerais inicia campanha para transformação de óleo de cozinha usado em biodiesel

Município de Minas Gerais inicia campanha para transformação de óleo de cozinha usado em biodiesel

25 de julho de 2022 às 11:35
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Minas Gerais, biodiesel, óleo
Foto: reprodução pixabay.com

O 4° maior município de Minas Gerais apresenta, assim, uma alternativa para a destinação correta do óleo de cozinha usado, que pode ser transformado em um combustível renovável – o biodiesel

O município de Juiz de Fora, em Minas Gerais, iniciou, na última sexta-feira (dia 22), a campanha “Óleo no Futuro”, resultante da parceria entre múltiplas instituições e órgãos. Segundo o noticiário Tribuna de Minas, a iniciativa promoverá a transformação de óleos e gorduras residuais (OGR) em biodiesel – combustível renovável capaz de substituir a utilização de combustíveis fósseis, que são geradores de gases poluentes.

O projeto consiste em uma maneira de realizar a destinação correta do óleo de cozinha usado, diminuindo, assim, os impactos ambientais e possibilitando que o planeta seja preservado para as próximas gerações.

Artigos recomendados

Sob esse viés, o 4° maior município de Minas Gerais contará, a partir desta segunda-feira (dia 25), com 18 pontos de coleta (apresentados ao final desta matéria) para que a população possa descartar adequadamente o óleo usado. Depois, o material será direcionado para a produção do biodiesel.

É importante destacar que, conforme as orientações, o óleo deve ser colocado em garrafa pet bem fechada, a fim de evitar vazamentos.

A campanha é exercida pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e pela Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe), em parceria com cinco associações locais de catadores de materiais recicláveis, sendo elas: a Associação Municipal de Catadores de Papel e Materiais Reaproveitáveis de Juiz de Fora (Ascajuf); Associação Lixo Certo (Alcer); Associação de Catadores Coleta Seletiva JF (Accs); Associação dos Catadores de Papéis e Resíduos Sólidos de Juiz de Fora (Apares) e a Associação Deus é Maior (Adem).

Como ocorrerá a produção do biocombustível?

A produção do biodiesel será feita através de uma usina de processamento Fuelmatic GSX3, fabricada pela Green Fuels e cedida de forma não onerosa pelo Prosperity Fund do governo britânico. Ela está instalada no Centro Integrado de Ensino, Pesquisa, Extensão, Transferência de Tecnologia e Cultura (Cieptec-UFJF Norte), no Distrito Industrial de Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais.

A sua tecnologia é suficiente para o fornecimento de biodiesel de alta qualidade, com quantidades insignificantes de água, sabão e impurezas, sendo o combustível certificado para uso em vários países.

A capacidade do processador permite que três mil litros de óleo de fritura usado sejam convertidos, diariamente, em três mil litros de biodiesel. Caso seja operado em capacidade máxima, levando em conta eventuais interrupções na produção para a manutenção, ele pode gerar até um milhão de litros anuais de biocombustível.

Durante a primeira etapa, os veículos da UFJF e da Empresa Municipal de Pavimentação e Urbanidades (Empav) poderão usufruir do combustível renovável.

No lançamento, ocorrido na sexta-feira, a prefeita da cidade de Juiz de Fora (Minas Gerais) – Margarida Salomão (PT) – classificou a iniciativa como uma “parceria inovadora”. De acordo com ela, a expectativa é de que sejam atraídos investimentos internacionais graças à inteligência deste arranjo.

Margarida destacou, ainda, que, por um lado, há o envolvimento da ciência no projeto, com a universidade. Por outro, há as associações de catadores, reconhecidas como agentes econômicos de muita importância. Assim, o intermédio da prefeitura e a parceria com a Inglaterra são capazes de guiar o município, o estado de Minas Gerais e o país em direção à transformação.

Os 18 pontos de coleta de óleo usado:

  • Espaço Cidade: Av. Barão do Rio Branco 2.234, Centro.
  • Centros de apoio do Demlurb:

– Centro Administrativo Demlurb: Avenida Francisco Valadares 1.000, Bairro Vila Ideal;

– Centro de Apoio Sul: Rua Belmiro Braga 195, Alto dos Passos;

– Centro de Apoio Norte: Av. Juscelino Kubitscheck 6.170, Nova Era/Benfica;

– Centro de Apoio Central: Rua Halfeld 27, Centro;

– Centro de Apoio – Coleta Noturna: Rua Paulo de Frontin 169, Centro.

  • Ecopontos:

– Rua Diva Garcia, em frente ao nº 1.200, Bairro Bom Jardim;

– Rua Rua Antônio Weitzel, s/nº, em frente ao número 710, Bairro Barbosa Lage;

– Rua José Apolônio dos Reis, s/nº, em frente ao Estádio Municipal, Bairro Aeroporto;

– Rua Bartolomeu dos Santos, s/nº – São Damião.

  • Universidade Federal de Juiz de Fora:

– Restaurante Universitário – Centro: Rua Santo Antônio, s/nº, ao lado do Museu de Arte Murilo Mendes;

– Reitoria – Rua José Lourenço Kelmer, Bairro Martelos;

– Restaurante Universitário – Campus – Rua José Lourenço Kelmer, s/nº, próximo à Faculdade de Engenharia

  •  Associações:

– Ascajuf: Rua Tenente Coronel Delfino Nonato de Faria 20, Santa Tereza;

– Alicer: Estrada da Remonta 430, Jóquei Clube;

            – ACCSJF: Rua Américo Luz, Manoel Honório;

            – Adem: Rua Júlio Dionísio Cardoso, Distrito Industrial;

– Apares: Rua Lafaiete Loures 91, Centro.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes