Mercur, indústria do RS que atua na área da saúde e educação, vai construir no município de Santa Cruz do Sul uma usina de energia solar fotovoltaica capaz de gerar 1,18 MWp

Valdemar Medeiros
por
-
19-07-2021 12:21:59
em Energia Renovável
Mercur - usina - energia solar fotovoltaica - RS Simulação mostra a futura disposição das placas solares na sede da empresa, no Distrito Industria – créditos: Mercur

A Mercur instalará uma usina de energia solar fotovoltaica no RS que contará com 2.652 painéis solares capazes de alimentar 50% do uso da sede da empresa e futuramente 100%

A Mercur, indústria de Santa Cruz do Sul (RS), que atua no setor da saúde e educação, instalará no município uma usina de energia solar fotovoltaica. As obras terão início neste mês e ocorrerão em sua sede no Distrito Industrial, ocupando uma área de aproximadamente 2 hectares.

Leia também

Usina da Mercur terá capacidade instalada de 1,18 MWp

A primeira fase do investimento no RS terá capacidade de gerar 1,18 MWp, através de 2.652 painéis solares. De acordo com os técnicos da Mercur, a usina de energia solar fotovoltaica conseguirá suprir cerca de 50% do uso de energia da sede da empresa. A capacidade instalada do investimento poderá ser ampliada futuramente, podendo alcançar o total de 2,4 MWp, ou seja, 100% do uso da sede. 

De acordo com o responsável pelo projeto, Paulo Boufleur, com a instalação da usina é dado mais um passo para a redução dos impactos socioambientais e humanos, além de contribuir para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas sobre Energia Acessível e Limpa.

Isso ocorre pela redução da necessidade de transmissão de energia em longas distâncias, que traz muitos desperdícios. O projeto contribui para a diminuição do uso de energia térmica e da necessidade de criação de novas barragens hidrelétricas, que geram impactos ambientais.

Usina de energia solar fotovoltaica estará a todo vapor em 2022

A construção no RS vinha sendo planejada pela Mercur, há muito tempo, mas teve seu início adiado por conta da pandemia do novo coronavírus. O impacto ambiental causado no local onde a usina de energia solar fotovoltaica será construída será compensado com o plantio de árvores em um espaço de preservação, segundo o levantamento e determinação do relatório desenvolvido pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), que autorizou a obra da Mercur no RS. A data prevista para que a usina entre em pleno funcionamento é em fevereiro do próximo ano e será feita ao lado da empresa Parceria Solar.

O estado do Rio Grande do Sul é o terceiro maior gerador de energia solar no Brasil, com uma potência instalada de aproximadamente 681,2 MW. O RS reduz, com a energia solar fotovoltaica, a emissão de 9,5 milhões de toneladas de gás carbônico lançados no ar e gera mais de meio milhão de novos empregos com o setor. 1,4% da oferta de energia elétrica no Brasil é gerada pela fonte de energia solar, só em setembro de 2020.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.