Mais desinvestimentos Petrobras: estatal avança na venda de um conjunto de cinco concessões de campos terrestres de petróleo no ES

Flavia Marinho
por
-
30-09-2020 10:22:01
em Petróleo, Óleo e Gás
petrobras; campos terrestres de petróleo; ES O Polo Norte Capixaba da Petrobras compreende os campos de petróleo terrestres Cancã, Fazenda Alegre, Fazenda São Rafael e Fazenda Santa Luzia

O Polo Norte Capixaba da Petrobras compreende os campos de petróleo terrestres Cancã, Fazenda Alegre, Fazenda São Rafael e Fazenda Santa Luzia

Ontem à noite (29/09), a Petrobras comunicou em fato relevante a fase não-vinculante referente à venda da totalidade de suas participações em um conjunto de cinco concessões de campos terrestres de petróleo. Shell vai cortar até nove mil empregos em virtude da queda na demanda por petróleo devido à pandemia de coronavírus

Leia também

São instalações integradas, denominadas conjuntamente de Polo Norte Capixaba, localizadas no estado do Espírito Santo.

A Petrobras informa por meio de nota, “Dessa forma, a operação está alinhada à estratégia de otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia”.

“A companhia passa a concentrar cada vez mais os seus recursos em ativos de classe mundialem águas profundas e ultra profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos.”, afirma a Petrobras no comunicado.

Petrobras sobre o Polo Norte Capixaba

O Polo Norte Capixaba pertencente a Petrobras compreende os campos de Cancã, Fazenda Alegre, Fazenda São Rafael e Fazenda Santa Luzia.

Todas as instalações de produção contidas no ring fence das concessões também fazem parte do Polo, além da titularidade de alguns terrenos.

Em agosto de 2020, a produção média do Polo Norte Capixaba foi de 7,3 mil barris de óleo por dia e 60 mil m3/dia de gás.

A Petrobras é a operadora dos campos, com 100% de participação.

Fatos revelados na Operação Lava Jato pode tirar Golar Power da disputa por terminal de Gás Natural Liquefeito da Petrobras, na Bahia

Petrobras anunciou em fato relevante que o grupo de energia Golar pode ter que ficar de fora da disputa de um terminal de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) na Bahia, colocado à venda pela estatal.

A Petrobras está reavaliando a nota de risco da Golar Power para definir se a companhia pode ou não fazer negócios com a estatal, incluindo a participação no processo licitatório do terminal de regaseificação na Bahia.

“Em virtude dos fatos revelados da 75º fase da Operação Lava Jato relacionados ao Grupo Golar Power, a Petrobras informa que está em andamento uma revisão da Análise de Integridade deste fornecedor. Esta análise é feita regularmente com todos os fornecedores da companhia e atribui diferentes Graus de Risco de Integridade (GRI). Qualquer alteração na percepção de risco de integridade ao qual a Petrobras pode estar exposta ao se relacionar com as empresas do Grupo Golar Power será comunicada de forma tempestiva aos seus Representantes Legais.” disse a Petrobras em nota.

Tags:
Flavia Marinho
Engenheira de Produção pós graduada em Engenharia Elétrica e Automação. Experiente na indústria de construção naval onshore e offshore. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal.