Investimento Bilionário – 3.000 mil empregos podem ser gerados em projeto de usina térmica, no Espírito Santo

Usina, térmica, empregos, Espírito Santo Usina térmica

Com R$ 6 bilhões em investimentos, projeto de usina térmica da Petrocity Energia, que está avançando no Espírito Santo, pode gerar três mil empregos

A Petrocity Energia, empresa de capital privado, está com um projeto de uma usina térmica, com capacidade de 1,8 GW, no município de São Mateus, Estado do Espírito Santo. O empreendimento deve abrir 3 mil empregos e receberá investimento de 6 bilhões de reais. Com os números, o projeto terá um impacto positivo na economia do Estado.

Leia também outras notícias do dia:

Ronaldo Badin, presidente da Petrocity Energia, disse que “A presença da usina vai trazer segurança energética para toda a região, juntamente com os modais de transporte, o desenvolvimento e a mão de obra. A térmica é uma âncora de desenvolvimento para toda a região”, ao falar da importância do projeto.

O presidente da empresa, acrescentou ainda que os projetos técnicos da termelétrica já estão muito avançados e aguarda a aprovação prévia da usina no início do ano que vem, o que permitirá a participação nos leilões de energia. O entrevistado também comentaram pesquisas sobre fornecimento de gás natural às fábricas e contratação de mão de obra local.

Parte técnica do projeto:

“Sobre o aspecto técnico, estamos desenvolvendo o projeto, que está em uma fase bastante avançada. Estamos recebendo o apoio técnico da Mitsubishi Power, já que estamos falando de uma usina de grande porte. Nossa termelétrica está modelada em três módulos de 600 MW, totalizando 1,8 GW de potência. Para se ter ideia, isso representa todo o consumo do estado do Espírito Santo e ainda sobra alguma coisa. A energia da usina será negociada em um leilão e 100% vendida para o Sistema Integrado Nacional (SIN). O consumo de gás previsto para esse projeto é de 7 milhões de metros cúbicos por dia. A título de comparação, o estado do Espírito Santo inteiro consome pouco mais de 2 milhões de metros cúbicos por dia.”

Licenciamento e início das obras:

“Deveremos ter a Licença Prévia já no começo do ano. A partir daí, pretendemos participar dos próximos leilões que vão acontecer no ano que vem. E aí, participando desse leilão e sendo vencedor, vamos começar a obra um ano depois.”

Investimento e o desenvolvimento econômico:

“É um investimento de R$ 6 bilhões. Você pode imaginar o desdobramento econômico da região. Essa térmica na posição Norte do Espírito Santo será imperativa para desenvolvimento da região. A presença da usina vai trazer segurança energética, juntamente com os modais de transporte, o desenvolvimento e gerar muitos empregos. A térmica é uma âncora de desenvolvimento para toda a região.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos