FPSO da Modec que corria o risco de afundar na bacia de Campos será sucateada na Turquia

FPSO da Modec

Depois de constatar trincas no FPSO, a Modec fará obras para reforçar o casco no estaleiro Jurong antes de leva-la para desmanche na Turquia

Conforme o Click Petróleo e Gás informou em agosto deste ano, a Modec, proprietária do FPSO Cidade do Rio de Janeiro, informou à Petrobras que, após inspeção nos tanques externos, foram identificadas rachaduras no casco da embarcação, que está fundeada no campo de Espadarte, na Bacia de Campos, a 130 km da costa do Brasil.

Desde então, ações vem sendo realizadas no intuito de obedecer a decisão das autoridades para que o FPSO fosse retirado das águas brasileiras até o dia 1º de fevereiro de 2020.

A Modec contratou dois rebocadores da Boskalis, o Boka Manta e Boka Sherpa, para realizar a tarefa de rebocar o FPSO até o estaleiro Jurong, em Aracruz, no Espírito Santo, onde sofrerá reparos na estrutura e posteriormente seguirá para sucateamento na Turquia.

A plataforma corria o risco de afundar depois que trincas no seu casco ocasionaram vazamento de óleo na bacia de Campos, onde o FPSO passa por processo de desmobilização, já que encerrou seu ciclo produtivo em julho de 2018.

Ações mitigadoras

Como a Modec constatou perigo das avarias aumentarem durante a viagem à Turquia, foi tomada a decisão de levar antes a embarcação para reparos no estaleiro capixaba.

A Modec informou que o FPSO se encontra na Bacia de Campos, sendo monitorada e que seu deslocamento ainda está sendo planejado por seu corpo técnico.
A empresa declarou também que toda a tripulação foi retirada de bordo logo assim que foram constatadas as avarias e que apenas equipes de descomissionamento atuam neste momento nos preparativos para a remoção da unidade.

Estas equipes são formadas pela própria Modec, Marinha do Brasil e Petrobras. Sendo que esta última é quem responde pela concessão da unidade.

Fonte: Revista Brasil Energia

Leia também ! MODEC conquista contrato e vai fornecer o maior FPSO destinado ao processamento gás de sua frota !

Renato Oliveira

About Renato Oliveira

Engenheiro de Produção com pós-graduação em Fabricação e montagem de tubulações com 30 anos de experiência em inspeção/fabricacão/montagem de tubulações/testes/Planejamento e PCP e comissionamento na construção naval/offshore (conversão de cascos FPSO's e módulos de topsides) nos maiores estaleiros nacionais e 2 anos em estaleiro japonês (Kawasaki)