MENU
Menu
Início Estatais que serão privatizadas em 2019 levantarão 20 bilhões em caixa para o governo

Estatais que serão privatizadas em 2019 levantarão 20 bilhões em caixa para o governo

30/01/2019 às 06:53
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Petrobras privatização estatais 20 bilhões
Dentre as principais privatizações, a Petrobras está totalmente fora de questão, mas há 36 na lista para este ano

Dentre as principais privatizações, a Petrobras está totalmente fora de questão, mas há 36 na lista para este ano

O Brasil está pressionando para que grandes empresas estatais privatizem algumas subsidiárias, já que o governo brasileiro do novo presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro, espera levantar US $ 20 bilhões em vendas de ativos estatais em 2019. A petrolífera estatal Petróleo Brasileiro (Petrobras) deve vender a maior parte de suas 36 subsidiárias, disse o secretário de privatização brasileiro, Salim Mattar, em uma conferência de investimentos realizada nesta terça-feira em São Paulo.

Mattar disse que as subsidiárias da Petrobras e dos bancos Banco do Brasil SA e Caixa Econômica Federal deveriam ser privatizadas, pois o governo quer que as empresas estatais vendam muitas de suas unidades dentro de quatro anos.

O Brasil também planeja privatizar a Eletrobrás via vendas adicionais de ações no mercado, disse o secretário de privatização.

Na estatal Petrobras, o novo presidente-executivo Roberto Castello Branco – que foi contratado em novembro por Bolsonaro para liderar a empresa e assumir oficialmente as rédeas no início de janeiro – já havia defendido uma privatização total da Petrobras.

Desde que ele foi escolhido para liderar a empresa de petróleo, no entanto, Castello Branco descartou uma privatização da Petrobras, mas ainda quer vender ativos não essenciais da empresa para reduzir sua dívida líquida maciça de US $ 72,888 bilhões no final do terceiro. trimestre de 2018. A Petrobras é a empresa de petróleo listada mais endividada do mundo.

“A privatização da empresa não está em questão. Eu não tenho um mandato para pensar sobre isso ”, disse Castello Branco em novembro.

Ainda assim, espera-se que a venda de ativos não essenciais continue sob Castello Branco, cuja visão estratégica para a Petrobras inclui “gerenciamento de portfólio, redução de custos de capital e busca incansável pela redução de custos”.

Entre 2016 e o ​​final de outubro de 2018, a Petrobras vendeu ativos no valor de US $ 20 bilhões, disseram fontes em outubro que a estatal brasileira poderia alienar outros 20 bilhões de dólares em ativos até 2019.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR