Início Energia renovável é a solução? Guerra da Rússia e Ucrânia faz energia elétrica disparar com carvão em alta de 103% e crise hídrica. Mesmo com bandeira verde, sua conta de luz já tem aumento marcado em 2022!

Energia renovável é a solução? Guerra da Rússia e Ucrânia faz energia elétrica disparar com carvão em alta de 103% e crise hídrica. Mesmo com bandeira verde, sua conta de luz já tem aumento marcado em 2022!

24 de junho de 2022 às 12:07
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Energia renovável é a solução? Guerra da Rússia e Ucrânia faz energia elétrica disparar com carvão em alta de 103%. Mesmo com bandeira verde, sua conta de luz terá aumento! - Canva
Aumento acontece com transição para bandeira amarela – Canva

A guerra entre a Rússia e a Ucrânia faz com que as ‘commodities’ fiquem instáveis e o valor do carvão tenha alta de 103% em apenas um ano. O petróleo Brent também tem variações, tendo 50% no acumulado das últimas 52 semanas. Isso acontece pela falta de estoques de mercado e baixa produtividade da instituição perante o fim de parcerias realizadas com os russos. A indústria “offshore” não dá conta de produzir a demanda necessária a prevista pelo mercado. 

A crise hídrica também é um problema frequente que impacta diretamente na matriz energética do Brasil. A situação é tão preocupante que, desde o ano de 2021,  mesmo antes da guerra, o governo de Jair Bolsonaro teria criado a bandeira de escassez. Tanto o setor  de hidrelétrica quanto o voltado para a queima de carvão estão sofrendo estagnação, o que faz com que países em desenvolvimento, como o Brasil e a Argentina, enfrentam alta inflação na energia, com aumentos acima do comum. Conta de luz e energia no Brasil também é afetada por conflitos entre Rússia e Ucrânia.

 Nem mesmo os Estados Unidos conseguiram ficar de fora da crise deixada pela guerra entre a Rússia e Ucrânia: Joe Biden retrocedeu as sanções realizadas por Trump sobre a Venezuela ao afirmar que os norte-americanos e a União Europeia (UE) poderiam comprar petróleo de Maduro a fim do país socialista pagar a sua dívida externa e aumentar a produtividade do Brent de modo a controlar os preços. O galão do diesel nos EUA chegou a U$ 5, um dos valores mais altos pagos pela população. 

Artigos recomendados

Guerra Rússia X Ucrânia: Mesmo com bandeira verde, sua conta já tem aumento previsto em 2022

Rússia x Ucrânia: entenda situação atual de conflito entre os países. Fonte: Record News.

Na quarta-feira, 22 de junho, a Aneel anunciou que está realizando reajustes de até 65% sobre o valor das multas aplicadas a cada  100 kW/h gastos sobre cada bandeira. Apesar disso, a Bandeira Verde não teve acréscimo de multas e está em vigor neste mês de junho. No entanto, segundo a instituição, a variação começará a ser paga com  a entrada da bandeira amarela nos próximos meses, que estava em R$ 1,87 e passará a R$ 2,98, mais de R$ 1 de alta. A maior alta está prevista para acontecer na bandeira vermelha de patamar 1, que sairá de R$ 3,97 para R$ 6,50. 

Analistas da Entec Solar estimam que os aumentos na conta de luz sejam de ao menos 20% ao ano desde 2003 até 2020 (valor médio). Tendo isso em vista, os brasileiros poderiam ter uma economia expansiva ao investir na  energia solar. Principalmente antes do ano de 2023, que ainda não está em vigor a lei de taxação do sol, que determina a cobrança ICMS sobre o que for produzido pelos painéis fotovoltaicos instalados a partir do dia 1 de janeiro. 

 Tiago Sarneski, diretor na Entec Solar, empresa que gera economia de até 95% na conta de luz para os seus clientes, afirmou que investimentos em fontes reprováveis vem sendo a única forma viável para sair da crise deixada pela falta de chuvas e preço do carvão, que tem alta de 103% em um ano. Os clientes da Entec, de acordo com dados da empresa, deverão gerar uma economia acima de 30 milhões nos próximos anos! 

Previsão de potência vendida tende a aumentar ao menos 15% ao mês – Fonte: Endetec

Investimento em energia solar para uma casa com 5 pessoas está por volta de R$ 30 mil: conta de luz sai de R$ 800 para R$ 80 

Segundo a Entec, é estimado que o investimento médio exigido para uma residência de até 5 pessoas seja de R$ 30 mil, o que é equivalente a R$ 700 por mês com retorno em até 5 anos. Sem contar que a garantia dos painéis fotovoltaicos tem a duração de 25 anos com produção de ao menos 80% sobre o contratado. Este investimento permite que uma conta de energia, que custava R$ 800, comece a custar apenas R$ 80. 

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes