Empresa com sede no Canadá de reciclagem de baterias de íon de lítio, principalmente aquelas utilizadas em veículos elétricos, consegue reciclar 95% dos materiais danosos à natureza, alguns chamam de “bateria verde”

Luciana Ramalhao
por
-
30-12-2021 20:37:59
em Energia Renovável, Veículos Elétricos
baterias de íon de lítio, bateria verde, materiais valiosos, Canadá, veículos elétricos IMAGEM: Nova tecnologia está reciclando tons de baterias de íon de lítio no Canadá e nos EUA. FONTE: Good News Network, por Li-Cycle.




As baterias de íon de lítio estão por toda parte, podendo ser encontradas em smartphones, laptops e até em veículos elétricos (EVs)

As fábricas de reciclagem no Canadá e Rochester, em Nova York, têm capacidade para recuperar dezenas de milhares de toneladas de baterias gastas a cada ano, removendo o lixo e ajudando na criação de uma economia de baterias semicirculares. As baterias de íon de lítio são comumentes utilizadas na produção de produtos eletrônicos e veículos elétricos.

Leia também:

A Li-Cycle é uma empresa focada em resolver o problema global da bateria de íon de lítio no fim da vida útil. Eles criaram um suprimento secundário de metais essenciais para a bateria para atender à crescente demanda, ao mesmo tempo que contribuem com um futuro mais sustentável para o planeta. Utilizando um método que pega emprestado o indicativo de chamada da tabela periódica para o lítio, a empresa afirma que seu método de reciclagem patenteado “Spoke and Hub” é econômico, permitindo que os fabricantes de baterias realmente comprem material reciclado.

Vídeo Institucional Sobre a Tecnologia de Reciclagem da Li-Cycle

Vídeo em Inglês ( Ative as legendas automáticas em Português)/ Fonte: Youtube

As baterias de íon de lítio, independentemente do tamanho ou formato, são decompostas por um processo mecânico que resulta em duas linhas de matéria-prima destes materiais valiosos. A primeira é a linha de resíduos de cátodo e ânodo em um pó preto que consiste em lítio, níquel, cobalto, grafite, cobre e alumínio. A segunda é a sucata de alumínio e cobre das folhas isolantes ou condutoras.

O resíduo de pó preto é então enviado para outro processo de recuperação, que produz carbonato de lítio de alta qualidade com a pureza necessária para ser usado como precursor e produtor de cátodo, fechando efetivamente o ciclo desses gramas de lítio. Neste processo, sulfatos de cobalto e níquel também são produzidos.

A tecnologia de “bateria verde” é o que investidores buscam

A empresa está atraindo grandes investidores, inclusive do Canadá, em busca de fontes sustentáveis ​​de lítio e outros minerais, afinal a mineração que os reúne é uma importante fonte de emissões, às vezes de desmatamento, e até de conflitos regionais.

A gigante de fabricação de dispositivos LG espera investir US$ 50 milhões na Li-Cycle, bem como em baterias de lítio suficientes para colher 20.000 toneladas de níquel em 10 anos.

Poucas semanas antes, foi anunciado que a Arrival, fabricante de ônibus, vans elétricos e outros veículos elétricos, que possui micro fábricas geridas por inteligência artificial, assinou um contrato exclusivo de circuito fechado com a Li-Cycle para fornecer baterias para seus veículos, bem como para reciclá-las ao final de sua vida, além de fornecer materiais para a próxima geração de baterias, classificando-as de acordo com alguns especialistas como “bateria verde”.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Luciana Ramalhao
Arquiteta e Urbanista e Mestre em Planejamento e Desenvolvimento Urbano Regional. Conhece inúmeros projetos distribuídos em quase 20 países pelos quais já visitou. Além da construção civil, atua como pesquisadora científica e copywriter. Atualmente mora no Canadá, onde está fazendo mais uma especialização.