1. Início
  2. / Construção
  3. / Elon Musk fecha acordo com a ANATEL para oferecer internet via satélite no Brasil
Tempo de leitura 3 min de leitura

Elon Musk fecha acordo com a ANATEL para oferecer internet via satélite no Brasil

Escrito por Valdemar Medeiros
Publicado em 29/01/2022 às 10:23
SpaceX - elon musk - starlink - Anatel - internet via satélite
Ilustração da constelação Starlink ao redor da Terra. Fonte: SpaceX

Nesta sexta-feira (28) a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) concedeu à Starlink o direito de exploração de satélite estrangeiro não-geoestacionário de baixa órbita, sistema de satélites da empresa SpaceX, do empresário Elon Musk. Sendo assim, a Starlink poderá fornecer internet via satélite em todo o território nacional. O direito de exploração tem duração de 5 anos, ou seja, até 2027. A oferta final de banda larga aos consumidores, de acordo com a Anatel, poderá ser feita por uma empresa autorizada que desejar contratar a capacidade de rede de satélites ou pelo próprio grupo, caso consiga autorização para entrar nesse mercado.

Leia outras notícias relacionadas

Anatel decidiu apenas 5 anos devido a possíveis impactos não previstos

Emmanoel Campelo, conselheiro do presidente destaca que é do interesse da Starlink, de Elon Musk, o provimento do acesso à internet via satélite para clientes distribuídos em todo o território brasileiro, o que certamente trará grandes benefícios às escolas, hospitais, entre outros estabelecimentos situados nas áreas remotas e rurais. A chegada da internet via satélite no Brasil pode mudar todo o conceito de conectividade que conhecemos atualmente.

A Anatel avaliou a possibilidade de conceder o direito de exploração até o ano de 2033, mas decidiu diminuir para 2027 devido ao “caráter pioneiro” do empreendimento de Elon Musk e de possíveis impactos não previstos.

A Starlink, que planeja conceder internet via satélite, também não terá direito à proteção, ou seja, não poderá reclamar em caso de interferência de outros serviços. Isso deverá estar explícito no contrato de fornecimento do serviço da mesma.

Governo planeja levar internet via satélite para a região amazônica

A concessão do direto de exploração à Starlink era um desejo do Governo Federal. Fábio Faria, ministro das Comunicações, se reuniu em novembro do último ano com Elon Musk para discutir uma possível parceria com o Governo.

O intuito do Governo é utilizar os equipamentos das empresas de Musk para levar internet via satélite de alta velocidade para a região amazônica, conectando escolas, comunidades indígenas, unidades de saúde em áreas remotas, onde a internet por fibra óptica é mais difícil de chegar.

A tecnologia da Starlink também poderia ser utilizada, de acordo com o Ministério das Comunicações, para preservação da floresta amazônica por meio do monitoramento de desmatamentos ilegais e de incêndios, via satélite.

SpaceX leva satélite brasileiro ao espaço

A Space X, de Elon Musk, levou ao espaço o primeiro satélite criado por uma startup brasileira através do Falcon 9 neste mês de janeiro. O PION-BR1, desenvolvido pela PION Labs, foi lançado ao espaço no dia 10 deste mês, na Flórida, nos EUA.

O satélite demorou 7 meses para ficar pronto no laboratório da empresa, que está situado na cidade de São Caetano do Sul (SP). As principais funções do satélite serão estudar a capacidade de comunicação à longa distância, fornecendo uma experiência maior ao setor no país.

O projeto é considerado um satélite de pico, que também pode ser nomeado de pocketCube. Se trata de um satélite que conta com apenas 125 cm cúbicos e pesa cerca de 180 gramas.

Valdemar Medeiros

Jornalista em formação, especialista na criação de conteúdos com foco em ações de SEO. Escreve sobre Indústria Automotiva, Energias Renováveis e Ciência e Tecnologia

Compartilhar em aplicativos