Início Com 165 turbinas eólicas em alto mar, Hornsea 2 é considerada a maior usina de energia eólica offshore do mundo

Com 165 turbinas eólicas em alto mar, Hornsea 2 é considerada a maior usina de energia eólica offshore do mundo

27 de dezembro de 2021 às 07:11
Compartilhe
Siga-nos no Google News
turbinas eólicas - energia eólica offshore- usina de energia eólica - Hornea 2
Hornsea 2 é agora a maior usina eólica offshore do mundo – Foto: reprodução/evwind

O parque de energia eólica offshore Hornsea 2 gerou eletricidade pela primeira vez recentemente e, contando com 165 turbinas eólicas, roubou o título de maior usina eólica do mundo, que pertencia ao Hornsea 1

As 165 turbinas eólicas que estão presentes em Hornsea 2, que é considerada a maior usina de energia eólica offshore, enviam energia paras as subestações offshore pela primeira vez. As turbinas eólicas já começaram suas atividades, mas a projeção é que apenas no próximo ano a usina comece a operar plenamente. O gigantesco parque eólico britânico começou a gerar seus primeiros kWh recentemente, roubando de forma imediata o título de maior parque de energia eólica offshore do mundo de seu irmão mais velho, o Hornsea 1.

Leia outras notícias relacionadas

Parque com 165 turbinas eólicas conta com 1,32 GW de potência

Desenvolvimento do Horsena 2 – Reprodução/Youtube

O primeiro projeto, executado pela Orsted, multinacional da Dinamarca, foi aprovado há 5 anos, tendo entrado em operação no ano passado, em meio à pandemia. Uma condição desafiadora, mas que não diminuiu a grande ambição de Hornsea 2.

Contando com 165 turbinas eólicas, sua potência total alcança a marca de 1,32 GW. A usina já ultrapassou a marca da primeira usina eólica no papel, que conta com 174 turbinas eólicas e 1,2 GW de potência em energia eólica offshore. As duas usinas de energia eólica offshore estão situadas a mais de 80 km da costa inglesa de Yorkshire, no Mar do Norte, em um local que deve receber ainda mais duas extensões do mesmo projeto futuramente.

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

Para a segunda usina, ainda não se fala em operação comercial, já que as obras de instalação ainda não foram concluídas. Entretanto, no dia 20 deste mês, o parque com turbinas eólicas enviou energia pela primeira vez para a subestação offshore (OSS) e compensação reativa (RCS).

Hornsea 2 abastecerá mais de 2 milhões de casas

De acordo com o diretor do programa Hornsea 2, Patrick Harnett, alcançar a primeira geração de eletricidade é um marco para o projeto de energia eólica offshore e um momento de orgulho para toda a equipe.

O desenvolvimento de um empreendimento com estas dimensões e escalas só é possível através de forte colaboração, dedicação e trabalho duro. Após concluída, a usina eólica mandará energia para a costa por meio de cabos com 800 km de extensão, conectando-se à rede elétrica nacional, situada na vila de Killingholme. Ao lado de seu irmão, a estimativa é que o parque com 165 turbinas eólicas forneça energia capaz de abastecer 2,3 milhões de residências.

De acordo com a Orsted, outros dois projetos também já estão em andamento: o Hornsea 3, que já recebeu autorização de desenvolvimento em dezembro do ano passado; e o Hornsea 4, que ainda está em fase de planejamento. Em capacidade total, essas usinas de energia eólica offshore devem adicionar mais 2 ou 3 GW ao plano geral.

Potencial do projeto Hornsea

O Hornsea é um parque eólico de terceira rodada que teve suas obras iniciadas em 2018. Sua primeira fase foi concluída em janeiro deste ano, com uma capacidade de 1.218 MW. O projeto está situado no Mar do Norte, a 120 km da costa leste da Inglaterra.

As primeiras turbinas eólicas começaram a ofertar eletricidade para a rede elétrica nacional do Reino Unido em fevereiro de 2019. As turbinas foram implementadas todas em outubro do ano passado, e o equipamento totalmente comissionado em dezembro do mesmo ano.

Relacionados
Mais recentes