Início Após empresa de fertilizantes Mosaic ter alta de 654% de lucro no primeiro trimestre, balanços mostram novo pico de valorização de 137% no segundo semestre

Após empresa de fertilizantes Mosaic ter alta de 654% de lucro no primeiro trimestre, balanços mostram novo pico de valorização de 137% no segundo semestre

2 de agosto de 2022 às 09:03
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Após empresa de fertilizantes Mosaic ter alta de 654% de lucro no primeiro trimestre, balanços mostram novo pico de valorização de 137% no segundo semestre
Fonte: Pixabay

A empresa Mosaic se beneficiou com a alta das commodities após o estouro da guerra entre a Rússia e a Ucrânia e, assim sendo, aumentou exponencialmente o seu lucro. 

Conforme o Canal Rural, a  Mosaic, empresa de fertilizantes dos Estados Unidos, apresentou lucro líquido de  US$ 1,18 bilhão, sendo uma alta de ao menos 684% no primeiro trimestre deste ano. E, com as novas divulgações de balanços do segundo trimestre da instituição, pode-se notar  um novo pico de valorização de 137% em relação ao mesmo período que 2021.

 A hipervalorização da gigante de fertilizantes intensificou-se após o início da  guerra da Ucrânia contra a Rússia, que fez com que os brasileiros tivessem que depender de outros países para a importação de fertilizantes para a realização do agronegócio além dos russos. 

Artigos recomendados

Segundo o anunciado pelo Valor Econômico no final da última segunda-feira, 01 de agosto, a instituição teria reportado, neste último trimestre, um lucro líquido de ao menos  US$ 1 bilhão com a nova alta dos fertilizantes e das commodities. 

Mín — Máx (Dia)130,00 – 135,67
Variação (Dia)-4.17%
Variação (Mês)-4.17%
Variação (2022)+19.94%
Variação (52 semanas)+61.13%
Alta da Mosaic supera mais de 60% em um ano. Fonte: Infomoney

Para além da Mosaic: Inúmeras empresas que trabalham com commodity revelam balanços positivos  

Veja, abaixo, uma lista de empresas, além da Mosaic, que atua com a produção de fertilizantes, que apresentaram lucros líquidos elevados no segundo trimestre e quais são os seus ramos de atuação. 

BP, petroleira britânica, apresenta  o maior lucro dos últimos 14 anos 

Assim como a Shell e a Petrobras, que trabalham com óleo e gás, a BP, petroleira britânica, apresentou um dos seus maiores lucros dos últimos 14 anos, chegando a mais de US$ 8 bilhões, o que supera, em conversão do dólar para o real, mais de R$ 45 bilhões. 

Assim como a  guerra da Rússia com a Ucrânia fez com que as commodities voltadas para os fertilizantes aumentassem, o óleo e  o gás foram os produtos que superaram estas altas. Apesar disso, a longo prazo, é estimado que as  ações da petroleira e valor de empresa possam cair, visto que os históricos da economia mostram que, sempre que houve recessão econômica, o preço do petróleo diminui. 

A gasolina, que durante alguns meses se manteve a cerca de R$ 7 em mais de 20 estados brasileiros, agora está sendo cotada a cerca de R$ 5,4 em algumas regiões de Santa Catarina (SC). Apesar disso, o diesel continua com alta elevada, chegando a quase R$ 8. 

Intelbras apresenta receita líquida de R$ 1 bilhão no segundo trimestre 

A Intelbras anunciou, durante a última sexta-feira, 29 de julho, que obteve  lucro líquido de R$ 96,776 milhões e receita operacional de R$ 1 bilhão após a aquisição de empresas  líderes em energia renovável e solar devido a maior procura de brasileiros por esta nova matriz energética antes que o marco legal, que permite que todos aqueles que instalarem painéis solares antes de janeiro de 2023, tenham direito a isenção de ICMS, acabe. 

Apesar dos resultados de receita acima da meta, a instituição continua negativa em 6.52% com seu acumulado na bolsa de valores, Ibovespa. No último pregão, que aconteceu na segunda-feira, 1 de agosto, a empresa teve variação negativa de 1,4%.  Apesar disso, o portal Investing afirma que os seus indicadores estimam que a Intelbras, gigante catarinense produtora de itens de tecnologia, tenha uma valorização de 36%. 

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes