Início Agência Internacional de Energia sugere redução no consumo de petróleo

Agência Internacional de Energia sugere redução no consumo de petróleo

21 de março de 2022 às 15:19
Compartilhe
Siga-nos no Google News
petróleo, commodity, consumo, energia
Foto: Reprodução Google Imagens/ Sputnik Brasil

O plano da Agência Internacional de Energia é de que o consumo de petróleo seja reduzido em 2,7 milhões de barris da commodity por dia em 4 meses

A Agência Internacional de Energia está sugerindo um plano onde os consumidores dirijam de forma mais lenta, compartilhem veículos e trabalhem em casa, a fim de reduzir o consumo de petróleo, já que, com o conflito entre a Rússia e a Ucrânia, a oferta da commodity tem gerado grandes preocupações.

O plano da Agência Internacional de Energia ressalta a importância do plano de redução de consumo no cenário atual, no qual a oferta do petróleo foi comprometida devido às sanções impostas à Rússia, maior exportadora da commodity do mundo.

Este mês, os Estados Unidos suspenderam as importações de carvão, petróleo e gás natural da Rússia. A União Europeia pretende reduzir sua dependência dos produtos de energia da Rússia.

Segundo o Broadcast, o plano de reduzir o consumo de petróleo da Agência Internacional de Energia recomenda promover dias sem circulação de carros, trabalhar em home office, tornar o transporte público mais barato, redução dos limites de velocidade e compartilhamento de veículos, para que a demanda de consumo da commodity seja reduzida em 2,7 milhões de barris por dia, num período de quatro meses.

Produção dos campos marítimos no pré-sal registram recorde com 2,9 milhões de barris de petróleo dia e 98,6 milhões de metros cúbicos diários de gás natural, correspondendo a cerca de 75% do total nacional

No mês de janeiro, os campos marítimos produziram 97,2% do petróleo e 87,3% do gás natural. Os campos operados pela Petrobras foram responsáveis por 94,1% da commodity e do gás natural produzidos no Brasil.

Segundo a Agência Nacional do Petróleo e Gás (ANP), a produção no Pré-sal em janeiro registrou recorde tanto em volume quanto em percentual sobre a produção total. Foram produzidos de 2,912 MMboe/d (milhões de barris de óleo equivalente por dia), sendo 2,292 MMbbl/d (milhões de barris diários) de petróleo e 98,6 MMm3/d (milhões de metros cúbicos diários) de gás natural, o que correspondeu a 74,7% da produção nacional. Houve aumento de 7,5% em relação ao mês anterior e de 10,7% em relação a janeiro de 2021. A produção teve origem em 134 poços.

Produção nacional de petróleo foi de 3,89 milhões de barris dia

A produção nacional de petróleo e gás natural em janeiro de 2022 foi de 3,897 MMboe/d (milhões de barris de óleo equivalente por dia), sendo 3,032 MMbbl/d de petróleo e 137 MMm3/d de gás natural. A produção da commodity aumentou 6,8% se comparada à do mês anterior e 5,6% frente a janeiro de 2021. No gás natural, houve aumento de 3,9% em relação a dezembro e de 0,8% na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Cotação do barril de petróleo em 100 dólares traz oportunidades para o Brasil, que é um grande produtor e exportador da commodity

O barril de petróleo na casa dos US$ 100, maior preço desde 2014, poderá beneficiar o Brasil, país que na última década se tornou um grande produtor e exportador da commodity. De acordo com Fernanda Delgado, o fato de a Rússia estar perdendo espaço como fornecedora abrirá a possibilidade de importar de outros fornecedores, podendo reativar Irã, Venezuela, e também trará possibilidades para o Brasil, devido ao seu mercado já consolidado e não adormecido. No cenário atual, o Brasil poderá se beneficiar com a alta demanda e ganho de parte do mercado internacional, o que incentivará a produção no Brasil. Para saber mais, confira esta matéria na íntegra clicando aqui.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes