Início Vivo inaugura, em Nova Cruz, sua primeira usina de geração distribuída no Rio Grande do Norte

Vivo inaugura, em Nova Cruz, sua primeira usina de geração distribuída no Rio Grande do Norte

4 de fevereiro de 2022 às 12:20
Compartilhe
Siga-nos no Google News
geração distribuída - Vivo - usina solar - energia solar - Rio grande do Norte
A previsão é que a usina gere energia para suprir o consumo de aproximadamente 320 unidades da Vivo, como lojas, escritórios, antenas e equipamentos de transmissão – Foto: Reprodução/Valor – GLobo

Além da usina da Vivo no Rio Grande do Norte, outras 22 usinas da empresa já estão em plena operação no país    

A Vivo, que entrou para o mundo sustentável para também estimular a geração de energia 100% renovável, inaugurou em Nova Cruz a sua primeira usina de energia solar com foco em geração distribuída no estado do Rio Grande do Norte.

Leia também

Capacidade de geração de energia da nova usina solar de Geração Distribuída da Vivo atinge mais de 4.000 Megawatts por hora/ano

A usina solar da Vivo foi construída em parceria com o Grupo Gera, numa área de oito hectares, a usina contará com a fonte de energia solar, com possibilidade de gerar em torno de 4.905 Megawatts por hora/ano.

A produção da nova usina da Vivo no Rio Grande do Norte, será muito em breve anexada à rede da companhia de distribuição da COSERN, oriunda do Grupo Neoenergia, para auxiliar no suprimento de consumo de mais de 320 unidades da Vivo, tais como lojas, escritórios, antenas, além dos equipamentos de transmissão, que ficam localizados na área de concessão que é atendida pela distribuidora.

Com a chegada da usina solar da Vivo no Rio Grande do Norte, surgem novas perspectivas ao estado

A usina solar da Vivo em Nova Cruz já chega trazendo diversos benefícios sociais, ambientais e principalmente econômicos para a região. Diante da etapa inicial de construção, cerca de 65 empregos foram gerados. Já na fase operacional, atualmente são 5 postos fixos de trabalho. Além disso, também foram realizadas diversas obras de melhoria na parte de rede elétrica que fica em entorno da usina da empresa.

O atual diretor de Patrimônio da Vivo, Caio Guimarães, afirmou que além de contribuir com o meio ambiente, a geração distribuída de energia trás um alívio ao sistema de distribuição, justamente por ser renovável e por causar impactos mínimos, gerando economia e sustentabilidade.

Guimarães abriu destaque ao dizer que essa é uma grande e importante iniciativa da Vivo no âmbito Ambiental, Social e de Governança Corporativa (ESG). O diretor de Patrimônio também falou a respeito dos benefícios que essa usina irá trazer para toda a comunidade da região, bem como para as empresas do estado e principalmente para o planeta, com a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa.

Produção de Geração Distribuída no Brasil

Essa iniciativa faz parte do quadro de estratégias da Vivo, que tem o intuito de ampliar sua própria produção de energia a partir de fontes renováveis. Com 85 usinas previstas no programa de geração distribuída da empresa para todo o Brasil, cerca de 22 já se encontram em operação plena, em diferentes regiões do Brasil e com diferentes parceiros e investidores.

As usinas da Vivo estão produzindo energia a partir de fontes solar, hídrica ou de biogás. Essa produção de Geração Distribuída de energia por meio das usinas da Vivo no país irá responder a cerca de 89% do consumo em baixa tensão e irá atender mais de 30 mil unidades da Vivo em todo o Brasil.

O mercado de energia solar distribuída começou de fato aqui no Brasil apenas no ano de 2012. Muito embora alguns consumidores já utilizassem essa tecnologia, a sua regulamentação só foi feita a partir da Resolução Normativa 482 de 2012. Ela foi a responsável por criar as regras da geração distribuída e é considerada como um marco legal da energia solar.

A expectativa é de que cerca de 711 mil MWh/ano de energia seja gerada, sendo o suficiente para realizar o abastecimento do consumo de uma cidade com até 320 mil habitantes.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes