Toyota estuda possibilidade de retomar 3º turno em fábrica em Sorocaba, São Paulo. Cerca de 400 novos empregos devem ser gerados

Roberta Souza
por
-
07-07-2021 17:49:13
em Economia, Negócios e Política
Toyota – fábrica – São Paulo – empregos Linha de produção da Toyota/ Fonte: Automotive Business

Em junho de 2019, a Toyota havia encerrado o 3º turno na fábrica em Sorocaba, demitindo cerca de 740 funcionários. Com a retomada, novos empregos devem ser gerados

Em entrevista ao Jornal Cruzeiro do Sul, a Toyota Brasil informou ontem, 6 de julho, que está estudando a possibilidade de retomar com o 3º turno na fábrica em Sorocaba, no interior do estado de São Paulo, a partir do ano que vem. A empresa ainda não confirmou os possíveis novos empregos a serem gerados na fábrica, porém as especulações a respeito estimam que 400 empregos serão criados. Veja ainda: Com a previsão de abrir 5 MIL novos empregos, governo de São Paulo e CCR fecham contrato para investir R$ 2,3 bilhões em rodovias

Avaliação de retorno do 3º turno na fábrica em São Paulo

Em comunicado publicado pelo Jornal Cruzeiro do Sul, a Toyota Brasil diz que a empresa tem avaliado constantemente os diversos cenários internos e de mercado para garantir a sustentabilidade de suas operações no País. E por isso, confirma que está dialogando com sindicato para analisar a viabilidade do terceiro turno na fábrica de Sorocaba a partir de 2022. O número de possíveis novas vagas de emprego ainda não está confirmado.

A direção da Toyota havia decidido adotar o terceiro turno no Brasil em 2018, algo raro nas fábricas da montadora, por isso a matriz japonesa demorou a ser convencida a autorizar a medida. Na época, o turno extra foi considerado a solução mais viável, sem necessidade de investir em uma nova planta, para atender ao crescimento previsto dos mercados da região e o lançamento de mais um modelo feito em Sorocaba, o Yaris hatch e sedã, lançado no segundo semestre de 2018, que se juntou ao Etios (também com as duas carrocerias) já produzido na unidade desde 2012.

Causa do encerramento anterior do 3º turno da Toyota

A principal causa do encerramento do terceiro turno nas fábricas de Sorocaba e de Porto Feliz teria sido o fraco desempenho nas exportações da marca, afetado principalmente pela crise da Argentina, o maior importador dos automóveis brasileiros da marca japonesa até então.

Na fábrica da Toyota na cidade de Sorocaba, o terceiro turno foi criado em 2018 e começou a funcionar efetivamente em novembro daquele ano, para poder acomodar a produção dos dois modelos da planta: o veterano Etios e o então novato Yaris, ambos com duas carrocerias, hatchback e sedã.

Veja ainda: Toyota anuncia investimentos de R$ 1 bilhão e 800 novos empregos em São Paulo

A multinacional japonesa Toyota e a Prefeitura de Sorocaba, no estado de São Paulo, assinaram um protocolo de intenções no dia 14 de maio, referente ao investimento de R$ 1 bilhão na fábrica da empresa no município, localizado no interior do estado. O investimento da fabricante de automóveis será destinado à modernização da linha de produção para o Corolla Cross, nova aposta da montadora. A estimativa da empresa e da prefeitura da cidade é de que 800 novos empregos sejam criados, sendo 200 diretos e 600 indiretos.

A expectativa é de que sejam gerados 800 empregos na cidade do interior de São Paulo, sendo 200 empregos de forma direta, contratados pela Toyota, e outros 600 de forma indireta, das empresas fornecedoras de equipamentos para a produção do novo modelo, o Corolla Cross. O prefeito do município de Sorocaba ainda diz que, na reunião, a Toyota informou que deve investir na produção de novos modelos daqui a dois anos em Sorocaba, gerando ainda mais emprego e prosperidade para a região.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos