Terminal Portuário de Natal terá escâner de contêineres para reforçar segurança de cargas fornecido pela CODERN

Valdemar Medeiros
por
-
09-10-2020 10:12:26
em Indústria Naval, Portos e Estaleiros
Terminal Portuário - Segurança - container Escâner de containers do Porto de Natal

Em nota a imprensa a Companhia Docas do Rio Grande do Norte (CODERN) informa à Sociedade Potiguar que o Terminal Portuário de Natal recebeu, nesta quinta-feira (08), o esperado “scanner” de contêineres.

Os procedimentos de instalação foram iniciados, imediatamente, para a operação do Terminal Portuário de Natal. As conversações e negociações com os agentes públicos (Polícia Federal, Receita Federal, Anvisa e Ministério da Agricultura), armadores (CMA CGM) e operadores portuários (Progeco) que operam no Porto estão em andamento desde 2019 no sentido de aumentar a segurança.

Leia também

A CODERN apresentou o agradecimento ao armador CMA CGM e ao operador portuário, Empresa Progeco, bem como ao conjunto de fruticultores (os principais clientes), que tornaram realidade a implantação e o funcionamento dessa necessária ferramenta de fortalecimento da Segurança.

Ocorridos anteriores no Terminal Portuário de Natal

Cocaína é encontrada no Terminal portuário de Natal desde 2018. Polícia Federal afirma que Holanda e Bélgica eram os destinos da droga, que a partir daí seriam distribuídas em toda Europa.

A Polícia Federal acredita que origem são os cartéis da Colômbia, Peru e Bolívia; As apreensões de 16,5 toneladas de cocaína chegam a movimentar, com base no levantamento levantamento da United Nations Office On Drugs and Crime – UNODC, US$ 1,3 bilhão (dólares americanos).

A média é de US$ 82 por grama, na rua. Na cotação atual do dólar (R$ 5,4959), o valor das apreensões chega a R$ 7,4 bilhões.  

Scanner de containers no Terminal Portuário de Natal fará enorme diferença

No sábado (3), três pessoas foram presas no Porto de Natal com 238,9 quilos de cocaína. A mercadoria foi apreendida pela Polícia Federal e, com a apreensão, a quantidade da droga descoberta no terminal do RN chega a 5,5 toneladas, desde 2019. Com a chegada do escâner de contêineres esse cenário muda, uma vez que toda e qualquer carga será antes passada pelo aparelho.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.