Presidente da Petrobras se reúne com representantes de caminhoneiros para falar sobre greve e preço do diesel

Roberta Souza
por
-
30-06-2021 14:54:23
em Economia, Negócios e Política
Petrobras – caminhoneiros – diesel Caminhão em refinaria da Petrobras/ Fonte: Agência Brasil

Presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, se reuniu ontem (29) com o CNTRC, grupo que reúne representantes de caminhoneiros

Ontem, terça-feira (29/06), o presidente da Petrobras Joaquim Silva e Luna, recebeu a diretoria do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), grupo que reúne representantes de caminhoneiros. A associação convocou uma greve dos caminhoneiros para o próximo dia 25. Veja ainda: Preço do diesel volta a subir e caminhoneiros exigem taxa sobre exportação de petróleo para aliviar custo do combustível

O encontro com o CEO da Petrobras e a discussão sobre o preço do diesel

Participaram do encontro o CEO da Petrobras, Plínio Nestor Dias (diretor-presidente do CNTRC), Alécio da Cruz Paulino (diretor vice-presidente), José Roberto Stringasci (diretor da Secretaria Geral), Cláudio da Costa Oliveira (diretor da Secretaria Nacional de Administração e Finanças), Flavio Aparecido da Silva Zamith (diretor da Secretaria Nacional de Gerenciamento de Crise, Urgências e Emergências) e Eduardo Madureira Santos (diretor Jurídico).

O presidente do CNTRC agradeceu a atenção do presidente da Petrobras e apresentou demandas dos transportadores de carga a Joaquim Silva e Luna. O presidente escutou as preocupações dos representantes do CNTRC e afirmou que vai avaliar as sugestões do setor.

Segundo o presidente da Petrobras: “O transporte modal rodoviário é muito importante para o Brasil. A Petrobras busca compreender os atores da sociedade, avalia a melhor forma de contribuir com todos eles e está sempre aberta ao diálogo”.

Veja ainda: Greve indeterminada dos caminhoneiros, a partir de 25 de julho, contra o aumento nos preços dos combustíveis praticados pela estatal

Greve dos caminhoneiros: toda categoria é convocada pelo Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas – CNTRC, através de nota, para uma paralisação, por prazo indeterminado, a partir do próximo dia 25 de julho, dia do caminhoneiro (São Cristovão). Cristovão significa “aquele que carrega Cristo”, contra o aumento do preço do diesel praticado pela Petrobras.

O CNTRC alega, em uma das justificativas apresentadas, que os reajustes nos preços dos combustíveis promovidos pela Petrobras, sem explicações adequadas, ferem inclusive determinações do Código de Defesa do Consumidor – CDC. Cita também que as tentativas de discussão do assunto com a direção da empresa foram frustradas. Além disso, a proposta de política de preços encaminhada, que recebeu a promessa de análise por parte da companhia, até hoje não teve resposta.

Após o preço do diesel voltar a subir, com o fim de uma isenção temporária de impostos federais, que valeu por dois meses, o grupo CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas), que reúne representantes de caminhoneiros, defendeu a taxação de exportações de petróleo e a utilização do mesmo para reduzir impostos sobre os combustíveis. A cobrança foi emitida no último dia 25, pelo grupo, em carta aberta ao presidente Jair Bolsonaro.

A Petrobras adota, desde 2016, o Preço de Paridade de Importação (PPI) para reajustar os combustíveis no Brasil. Na época, os reajustes eram praticamente diários, seguindo a flutuação do mercado internacional, mas agora não há prazo determinado.

Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos