Prefeitos dos municípios que produzem petróleo se reuniram hoje para definir os novos rumos de investimentos na Bacia de Campos

reunião da Ompetro

Afim de atrair e potêncializar ainda mais investimentos do petróleo na Bacia de Campos, a Ompetro levará proposta semana que vêm à ANP.

[supsystic-social-sharing id=’1′]Com objetivo  acelerar os investimentos da indústria do petróleo na Bacia de Campos, a Ompetro( Municípios Produtores de Petróleo) se reunirão  acertar os últimos detalhes antes de levar novos planos e estudos técnicos para a ANP( Agência Nacional do Petróleo) na semana que vêm.

A definição deste projeto acabou de ser concluída hoje (4) na cidade de Campos dos Goytacazes, localizado no Norte do Estado. Os Prefeitos que estavam presentes na reunião são de Quissamã (Fátima Pacheco), São João da Barra (Carla Machado), Macaé (Dr. Aluízio)  e Campos, (Rafael Diniz). Outros prefeitos não puderam ir mas enviaram seus representantes: Carapebus (Ivan Lécio), Casimiro de Abreu (Claudio da Silva Santos) e  Niterói (Fábio Sabença).

A principal proposta da Ompetro que será levada à ANP na semana que vêm, é a redução dos royalties e se a mesma será capaz de trazer o retorno financeiro esperado, segundo o presidente desta associação, Dr. Aluízio.

“Todas as avalizações e diretrizes terão como base números e cálculos reais. Primeiro será necessário saber o que entra e o que sai da receita do royalties. A balança é na questão da viabilidade econômica, haverá também avaliação de outras alternativas. Neste primeiro momento,  a prioridade é preparar o terreno para que as empresas possam  injetar mais capital nas cidades produtoras com menor custo.”

Esta diretriz de redução dos royalties é totalmente constitucional e engloba a Lei Federal  nº 9.478, de agosto de 1997, no qual está disposto as políticas de energia do Brasil no que diz respeito a monopolização do petróleo. Neste mesma lei, há regras sobre valores dos royalties que podem ser flexibilizadas em termos contratuais.

Semana que vêm, Dr, Aluízio  se reunirá com à ANP e mostrará o projeto. “A ideia é buscarmos flexibilização e novos rumos com a revitalização da Bacia de Campos. Ainda há muito óleo para se produzir nos campos maduros. É preciso reduzir os custos da extração desse óleo para atrair investimentos. São 40 anos produzindo petróleo na região e, no atual cenário, perdemos cerca de 30% dos postos de trabalho, com 35 mil empregos perdidos nos últimos quatro anos” disse o prefeito e também presidente da Ompetro. Fonte: G1[supsystic-social-sharing id=’1′]

The following two tabs change content below.
Paulo Nogueira
Formado em Eletrotécnica e entusiasta do setor de tecnologia, já atuei em empresas do ramo de energia, óleo e gás como técnico de operações, Pressure Downrole Gauge Operator e em plataformas de completação do Brasil e exterior

Deixe uma resposta