MENU
Menu
Início Pará será palco de novo projeto de mineração de níquel liderado por mineradora britânica e com investimento de R$ 2,6 bilhões!

Pará será palco de novo projeto de mineração de níquel liderado por mineradora britânica e com investimento de R$ 2,6 bilhões!

20 de julho de 2023 às 17:25
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
níquel, investimento, pará
Foto: reprodução. Fonte: Terra Magna

O novo projeto de mineração de níquel tem como objetivo produzir ferroníquel, que será voltado para o mercado global de aço inox e níquel matte, para produção de baterias para carros elétricos

A Horizonte Minerals, empresa com sede em Londres, conseguiu a autorização de uma empreitada surpreendente no norte do Pará: extrair minérios no município de Conceição do Araguaia, no Projeto Araguaia Níquel. O empreendimento, que prevê um investimento de US$ 537 milhões (R$ 2,6 bilhões), representa o maior investimento greenfield em níquel no Brasil. O projeto tem como objetivo a produção de 14,5 mil toneladas de níquel por ano, com previsão para o primeiro metal ser produzido em março de 2024, de acordo com o site MSN.

Cenário promissor para o níquel no Brasil

Em um momento em que se debate a possibilidade de déficit de níquel devido à crescente demanda por baterias elétricas no futuro, a Horizonte Minerals optou por atender a demanda atual do mercado. A empresa vai destinar investimentos na produção de ferroníquel na Linha 1, voltado para o mercado global de aço inox, que representa 72% da demanda global por níquel, contra 12% das baterias.

Artigos recomendados

A Linha 2 está em estudo de viabilidade, com previsão de conclusão no segundo semestre. Nela, a empresa estuda a possibilidade de investimentos na produção de níquel matte, usado na fabricação de baterias, com uma parte do produto do forno. Essa expansão permitirá à empresa dobrar a produção do projeto, aumentar a flexibilidade de produção e melhorar as margens operacionais.

Investimento e parcerias

Para viabilizar o investimento destinado à Linha 1, a Horizonte Minerals fechou um pacote de financiamento de US$ 713 milhões (R$ 3,4 bilhões), combinando dívida sênior de longo prazo e equity. A empresa conseguiu financiamento de cinco bancos, sendo liderado pelo BNP Paribas, além do apoio das agências de fomento internacionais da Finlândia (Finnvera) e da Dinamarca (EKF).

A Horizonte Minerals conta com três sócios principais o investimento para a parte de equity: o fundo luxemburguês La Mancha Resource Capital, a asset americana Orion Resource Partners e a mineradora anglo-suíça Glencore.

Projetos sustentáveis e logística garantida

Os  investimentos nos projetos do Projeto Araguaia Níquel foram planejados para ter baixa emissão de carbono. A empresa firmou um contrato de compra de energia elétrica de longo prazo, garantindo 100% da energia necessária para os primeiros cinco anos de operação e 70% para os anos seguintes.

Para assegurar a logística, a Horizonte Minerals fechou acordos portuários de longo prazo, garantindo acesso para a importação de matérias-primas e a exportação do produto final no Porto de Vila do Conde, no Pará.

Com a aprovação junto à Secretaria de Meio Ambiente do Pará, a empresa iniciará a extração para formar estoque, com a etapa de comissionamento programada para durar seis meses. Essa fase garantirá estoques suficientes para alimentar a planta nos meses seguintes.

O Projeto Araguaia Níquel emprega atualmente cerca de 3 mil trabalhadores e, durante a operação, espera gerar 500 postos de trabalho por 30 anos. O investimento em níquel no Brasil está em ascensão, e a participação brasileira no segmento ainda é tímida, mas com projetos como o da Horizonte Minerals, o país pode se destacar cada vez mais no mercado global de níquel.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR