Para produzir 14,5 milhões de litros de etanol, 105 GWH de energia e 22 mil t de óleo, CerradinhoBio vai investir R$ 1,4 bilhão em nova usina

Roberta Souza
por
-
29-12-2021 10:56:20
em Usina e Agronegócio
Foto: reprodução google imagens




A CerradinhoBio fará investimento bilionário em nova usina produtora de etanol de milho, no Mato Grosso do Sul

A CerradinhoBio investirá R$ 1,4 bilhão para construção e capital de giro da primeira fase da nova usina de etanol de milho da Neomille (empresa subsidiária da CerradinhoBio), que ficará sediada em Maracaju, no Mato Grosso do Sul (MS). O investimento já foi aprovado pelo Conselho de Administração da companhia. A nova sede vai ser construída em duas etapas.

Veja também:

No momento em que estiver operando na capacidade total, será possível processar até 1,2 milhão de toneladas de milho anualmente, resultando em 550 milhões de litros de etanol, 330 mil toneladas de DDGS (Dried Distillers Grains with Solubles), 105 GWh de energia e 22 mil toneladas de óleo. 

As obras da primeira etapa da nova usina serão iniciadas em março de 2022, logo depois de concluir a Licença de Instalação. Já o começo da produção tem previsão para o segundo semestre de 2023. Vão ser criados 1.500 postos de trabalho durante o período de obras, e 150 empregos efetivos a partir do momento em que a indústria entrar em operação.

Performance e produção

“A ótima performance nas duas unidades em operação teve resultados consistentes nas últimas safras, e isso fortalece a nossa agenda de expansão e nos dá a tranquilidade e a segurança necessárias para este importante passo”, afirmou o diretor da empresa Paulo Motta. Maracaju é a que mais produz milho no estado do Mato Grosso do Sul e tem condições favoráveis para a compra de biomassa e para a comercialização de coprodutos.

A CerradinhoBio trabalha no segmento de biocombustíveis e bioeletricidade; tem uma unidade industrial na cidade de Chapadão do Céu (GO). Ao considerar as plantas de cana e milho, a companhia CerradinhoBio detém a capacidade de moagem em uma quantia que equivale a 9 milhões de toneladas de cana, além de gerar 3.800 empregos diretos e indiretos.

No município ao lado de Chapadão do Sul – MS, a CerradinhoBio deixa ativa uma linha férrea de transporte de mercadorias para escoar a produção própria e de terceiros de etanol para o entorno de Paulínia, em São Paulo, principal local de distribuição do combustível do Brasil. Pertence ao grupo Cerradinho, que conta com experiência de mais de 4 décadas no setor sucroenergético.

1500 postos de trabalho serão gerados durante o período de obras de construção da usina de etanol e 150 empregos permanentes, quando a indústria da Noemille entrar em operação

As obras da primeira fase da nova planta começarão em março de 2022, logo após a conclusão da Licença de Instalação, e o início da produção está previsto para o segundo semestre de 2023. Serão gerados 1.500 postos de trabalho durante o período de obras, e 150 empregos permanentes quando a indústria entrar em operação. Confira esta matéria clicando aqui.

Sobre a CerradinhoBio 

Empresa atuante no setor de biocombustíveis e bioeletricidade, a CerradinhoBio possui unidade industrial em Chapadão do Céu – GO. Considerando as plantas de cana e milho, a CerradinhoBio possui capacidade de moagem equivalente a 9 milhões de toneladas de cana e gera 3.800 empregos entre diretos e indiretos.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Roberta Souza
Engenheira de Petróleo, pós-graduanda em Comissionamento de Unidades Industriais, especialista em Corrosão Industrial. Entre em contato para sugestão de pauta, divulgação de vagas de emprego ou proposta de publicidade em nosso portal. Não recebemos currículos