MENU
Menu
Início Motor Rotativo Mazda: 2,6 litros e 930 CV. Tão bom que foi retirado de Le Mans após se tornar campeão

Motor Rotativo Mazda: 2,6 litros e 930 CV. Tão bom que foi retirado de Le Mans após se tornar campeão

3 de abril de 2024 às 17:34
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
motor - motor rotativo - mazda - Le Mans
Com apenas 2,6 litros, poderia produzir até 930 CV a 10.500 rpm; no entanto, os engenheiros da Mazda limitaram-no a 700 CV a 9.000

Com apenas 2,6 litros, o motor rotativo poderia produzir até 930 CV a 10.500 rpm; no entanto, os engenheiros da Mazda limitaram-no a 700 CV

O mundo automobilístico é repleto de inovações e histórias fascinantes, mas poucas são tão intrigantes quanto a do motor rotativo Mazda. Este motor não apenas definiu um marco na engenharia automotiva, como também causou um grande alvoroço nas pistas de corrida, mais notavelmente em Le Mans.

Neste artigo, mergulharemos nas características únicas que fizeram do motor rotativo uma lenda, exploraremos sua jornada em competições e discutiremos os motivos pelos quais acabou sendo retirado das pistas mais prestigiadas do automobilismo.

Artigos recomendados

Uma Inovação da Mazda: O Motor Rotativo

O motor rotativo, também conhecido como motor Wankel, nomeado em homenagem ao seu inventor, Felix Wankel, é uma obra de arte da engenharia mecânica. Sua principal característica é o design compacto e leve, que fornece uma relação potência-peso invejável em comparação com os motores de pistão tradicionais. A Mazda, uma das poucas fabricantes a adotar essa tecnologia, refinou o motor rotativo a tal ponto que se tornou sinônimo da marca.

Desempenho Excepcional nas Pistas

O momento de glória do motor rotativo no cenário mundial ocorreu em 1991, quando o Mazda 787B, equipado com esta inovação, cruzou a linha de chegada em primeiro lugar nas 24 Horas de Le Mans. Este feito não foi apenas uma vitória para a equipe; foi uma demonstração impressionante da eficiência e da performance do motor rotativo. A vitória em Le Mans destacou as vantagens únicas desse tipo de motor, incluindo sua capacidade de produzir grandes quantidades de potência a partir de um pacote extremamente compacto.

O motor rotativo R26B do Mazda 787B tinha 4 rotores e aspiração natural. Com apenas 2,6 litros, poderia produzir até 930 CV a 10.500 rpm; no entanto, os engenheiros da Mazda limitaram-no a 700 CV a 9.000 rpm para melhorar a confiabilidade, algo muito importante nas corridas de resistência.

Por Que Foi Banido de Le Mans?

Apesar de seu sucesso, o motor rotativo enfrentou vários desafios, especialmente no que diz respeito às regulamentações de corridas. Após a vitória em Le Mans, a FIA alterou as regras, o que indiretamente levou à exclusão dos motores rotativos das competições futuras. Essas mudanças regulatórias foram em parte devido à dificuldade em classificar e equilibrar a performance do motor rotativo em relação aos motores de pistão, além de preocupações ambientais relacionadas à eficiência do combustível e emissões.

Legado e Futuro do Motor Rotativo

O legado do motor rotativo Mazda é indestrutível no mundo automotivo. Embora sua presença nas pistas de corrida tenha sido abreviada, o impacto tecnológico e cultural permanece. Atualmente, a Mazda continua a explorar o potencial do motor rotativo, não apenas como um gerador de energia para veículos elétricos, mas também investigando maneiras de superar os desafios ambientais associados a essa tecnologia

O motor rotativo Mazda é uma prova da inovação e da busca incessante pelo desempenho excepcional. Apesar dos desafios e das controversas decisões regulatórias que limitaram sua presença em competições de prestígio como Le Mans, o legado do motor rotativo permanece vivo. A história do motor rotativo Mazda é um testemunho do espírito humano de inovação e perseverança, mostrando que, mesmo diante de adversidades, a paixão pela excelência em engenharia pode criar marcos históricos inesquecíveis.

0 0 Votos
Avalie o Artigo

Inscreva-se
Notificar de
guest
Seus comentários são moderados antes de serem aprovados ou não! Portanto, estão proibidos os seguintes termos: palavras de baixo calão, ofensas de qualquer natureza e proselitismo político. A infração destas regras ocasionará na impossibilidade de comentar e até mesmo exclusão de seu cadastro. Seus comentários, perfil e atividades são vistos por MILHÕES DE PESSOAS, então aproveite esta janela de oportunidades e faça seu cadastro aqui ou faça login com suas redes sociais.
5 Comentários
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Maurício Kussaba
Maurício Kussaba
Visitante
4 de abril de 2024 20:15
Reportagem incompleta. Se este motor é tão inovador, qual o motivo da Mazda não utilizar em carros comuns? Os da marca Mazda?
Rodrigo
Rodrigo
Visitante
Responder a  Maurício Kussaba
5 de abril de 2024 12:08
Eles utilizam, esse motor é famoso nos rx7 dentre outros modelos
Francisco oliveira
Francisco oliveira
Visitante
5 de abril de 2024 16:06
Essa matéria poderia ser comparada a acompanhar a elaboração de uma comida sabidamente deliciosa e não poder degusta-la. Quais problemas ambientais? Por que não contorna-los? Uma chamada sensacional para uma conclusão pra lá de pobre.
Valdir Goncalves
Valdir Goncalves
Visitante
5 de abril de 2024 18:02
Acabou? Só isso? Tem que estudar mais pra terminar a reportagem!!
Edson
Edson
Visitante
6 de abril de 2024 12:12
Zero para a redação. Fala, fala, fala, e não fala nada. Meu filho de 8 anos consegue começar e terminar uma história de forma mais lógica. Por que o motor é um incrível? Qual foi a inovação tecnológica? O que o diferencial de outros motores a pistão?? Por que teve problemas ambientais?? Zeroooo
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
5
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x