MENU
Menu
Início Meta ambiciosa: Petrobras pretende aumentar a produção no campo de Búzios para 2 MILHÕES de barris de petróleo até final da década

Meta ambiciosa: Petrobras pretende aumentar a produção no campo de Búzios para 2 MILHÕES de barris de petróleo até final da década

30/09/2022 às 09:08
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Petrobras, petróleo, Búzios
Foto: reprodução www.agenciapetrobras.com.br

A projeção da Petrobras é de que o volume salte dos atuais 600 mil barris diários de petróleo por dia para 2 milhões de barris

A Petrobras prevê aumentar em mais de três vezes a capacidade instalada de produção de petróleo no campo de Búzios, no pré-sal da bacia de Santos, até o final da década. A previsão é de que o volume salte dos atuais 600 mil barris diários de petróleo por dia, com quatro plataformas, para 2 milhões de barris por dia com a instalação de mais sete unidades.

Construção das novas plataformas já foi iniciada em Búzios

A informação foi um dos destaques do painel da Petrobras no terceiro dia da Rio, Oil & Gas 2022 por gerentes da companhia. O engenheiro Jaime Naveiro informou durante o evento que no campo de Búzios, atualmente, há sete plataformas em fase de construção ou em construção. Além disso, disse que o FPSO Almirante Barroso está vindo ao Brasil para terminar a etapa de comissionamento.

Artigos recomendados

De acordo com ele, o FPSO Almirante Tamandaré (sexta unidade) está em fase de construção avançada, com o casco já flutuando e em comissionamento. As P-78 e P-79 estão em etapa inicial de construção, e já foram assinados o contrato de construção das P-80 (no mês de agosto) e P-83 (quarta-feira, 28). Ele afirmou que a expectativa é assinar o contrato da P-82 em breve.

O engenheiro completou dizendo que o último recorde no campo foi de 616 mil bpd, batido em julho deste ano. A expectativa para o futuro é que Búzios alcance 33% de participação na produção da Petrobras no fim de 2026.

Fique por dentro da capacidade de produção de uma das novas plataformas

A título de exemplo, o contrato de construção da plataforma P-83, a 11ª a ser instalada no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, foi assinado com a empresa Keppel Shipyard Limited pela Petrobras.

A P-83 será capaz de produzir até 225 mil barris de óleo por dia, processar até 12 milhões de metros cúbicos de gás por dia e estocar mais de 1,6 milhão de barris de petróleo. O projeto prevê a interligação de 15 poços, sendo oito produtores de óleo e sete injetores.

A Petrobras disse que a construção da P-83 será realizada por estaleiros em Singapura, China e Brasil, e atingirá o percentual de conteúdo local de 25%.

A plataforma iniciará sua produção em 2027 e contribuirá para aumentar a capacidade instalada do campo de Búzios, dos atuais 600 mil bpd para 2 milhões de bpd.

A Petrobras é a operadora de Búzios, com 92,6% de participação, tendo como parceiras as chinesas CNOOC e CNODC (3,7% cada). Os valores do contrato não foram divulgados.

Quer saber mais informações sobre a Petrobras na Rio, Oil & Gas 2022?

Entrevista com a Petrobras | Rio Oil & Gas 2022 | Portal CPG Click Petróleo e Gás

Bruno Bernardino, Coordenador de eventos da Petrobras, fala o CPG – Click Petróleo e Gás sobre o evento Rio Oil & Gas 2022, estratégias e experiências imersivas da estatal, além dos espaços para negócios.

Nessa série de vídeos que o CPG – Click Petróleo e Gás está produzindo na maior feira de petrolífera da América Latina e uma das mais importantes do mundo, a Rio Oil & Gas 2022, o porta voz da Petrobras no stand do congresso, Bruno Bernardino, Coordenador de eventos, nos explicou os principais negócios, atrativos e perspectivas que a estatal está oferecendo ao visitantes.

Para ter acesso ao vídeo, basta clicar aqui!

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR