MDC e Solví Essencis Ambiental firmam parceria e aplicam investimento de R$ 40 milhões para produzir biometano em SP

Valdemar Medeiros
por
-
28-07-2021 11:30:53
em Energia Renovável
SP - Biometano - investimento - MDC - Solvi-Essencis-Ambiental Empresas firmam parceria para produção de Biometano em SP – Foto: Reprodução/MDC

Pensando na sustentabilidade a MDC em parceria com a Solví Essencis Ambiental, se aliaram aplicando um investimento de R$ 40 milhões para produzir biometano através das operações da Solví em Caieiras (SP)

Com o objetivo de expandir a oferta do biocombustível no estado de SP, a MDC, empresa que produz biometano no Brasil e a Solví Essencis Ambiental, empresa que atua com aterros sanitários no país, fecharam um acordo na manhã desta segunda-feira (26) que prevê um investimento de R$ 40 milhões em uma usina de geração de biometano a partir das operações da Solví em Caieiras (SP).

Leia também

Mais de 60 mil m³/dia na planta de biometano em SP

A parceria entre a MDC e Solví Essencis Ambiental é voltada para a enorme demanda dos consumidores industriais por energia renovável e às metas de descarbonização da economia da iniciativa privada e de governos de todo o mundo.

O investimento em SP poderá produzir por dia 60 mil m³ de biometano e a partir de 2023, poderá chegar a uma capacidade de 100 mil m³ por dia. A oferta da MDC e Solví Essencis Ambiental ficará disponível para os consumidores que estão conectados aos gasodutos de SP, especialmente, para grandes clientes que procuram reduzir a pegada de carbono.

A produção de biometano evita a emissão de metano na atmosfera, um gás poluente que é 25 vezes mais danoso que o gás carbônico. Além disso, o investimento da MDC e Solví Essencis Ambiental também insere no novo cenário regulatório, a Lei do Gás e o Marco do Saneamento Básico, que podem alavancar o biometano.

Biometano desperta interesse das empresas e passa a ser utilizado em processos de produção em massa

Neste mês, a empresa Wheaton, uma das maiores fabricantes de embalagens de vidro fechou parceria com a ZEG para substituir o gás natural pelo biometano em suas operações.

Atualmente, a empresa atua nas atividades de quatro fornos contínuos com capacidade de produzir 1 bilhão de frascos de vídro por ano, o que equivale a 370 toneladas de vidro por dia. Segundo o diretor comercial da Wheaton, Renato Massara, 10% do gás natural, que é utilizado para a produção de vidro em SP será trocado por biometano, com apoio da ZEG.

Essa parceria fará com que a Wheaton seja a primeira indústria do setor a utilizar essa fonte renovável no mundo. Ainda de acordo com Massara, apesar da embalagem feita de vidro ser 100% renovável, ainda é utilizado o gás natural. Sendo assim, com a utilização do biometano para substituir o gás antigo, o vidro se torna ainda mais sustentável para o meio ambiente.

Conheça um pouco das empresas responsáveis pelo projeto de biometano em SP

A MDC existe para fazer da energia sustentável uma geradora de valor sustentável. A empresa realiza diversos investimentos para evoluir de forma tecnológica e poder lidar com obstáculos do mercado no curto, médio e longo prazo. Por ano, a empresa evita cerca de 1.048 mil toneladas de CO2 e gera mais de 90 mil CBios por ano no programa RenovaBio do Governo Federal.

Jà a Solví Essencis possui a missão de proteger o meio ambiente e trabalha para atender as necessidades básicas da sociedade. Além disso a empresa se compromete em deixar um legado de sustentabilidade para as futuras gerações. A empresa busca sempre as melhores práticas de mercado com segurança, qualidade, nos serviços prestados, inovação, integridade e trabalho em equipe.  

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe