MENU
Menu
Início Jean Paul Prates, atual presidente da Petrobras, se reúne com ministra de Minas e Energia da Colômbia durante conferência CERAWeek para discutir parcerias futuras no setor de petróleo e gás

Jean Paul Prates, atual presidente da Petrobras, se reúne com ministra de Minas e Energia da Colômbia durante conferência CERAWeek para discutir parcerias futuras no setor de petróleo e gás

13 de março de 2023 às 00:21
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
A Ministra de Minas e Energia da Colômbia, Irene Vélez Torres, discutiu com o presidente da Petrobras o futuro do setor de petróleo e gás global. O objetivo do encontro de Jean Paul Prates na CERAWeek foi estreitar relações com o país latino-americano nos próximos anos.
Foto: Gustavo Galbatto

A ministra de Minas e Energia da Colômbia, Irene Vélez Torres, discutiu com o presidente da Petrobras o futuro do setor de petróleo e gás global. O objetivo do encontro de Prates na CERAWeek foi estreitar relações com o país vizinho nos próximos anos.

A relação entre Brasil e Colômbia no mercado de petróleo e gás natural está cada vez mais próxima. Presente na conferência CERAWeek, nos Estados Unidos, representando a Petrobras, o atual presidente Jean Paul Prates discutiu com a ministra de Minas e Energia da Colômbia, Irene Vélez Torres, futuras parcerias entre os países. O objetivo do CEO da estatal é fortalecer os laços da empresa com os países vizinhos durante a sua gestão.

Mirando em projetos futuros de petróleo e gás, Jean Paul Prates aproxima relação da Petrobras com a Colômbia após se reunir com a ministra de Minas e Energia do país na CERAWeek

A conferência dos principais players do mercado global de óleo e gás, CERAWeek, aconteceu durante esta semana em Houston, nos Estados Unidos, e contou com os maiores nomes do segmento.

Artigos recomendados

Representando o cenário nacional, Jean Paul Prates compareceu ao evento e se reuniu com diversos grandes empresários do ramo para debater parcerias futuras para os próximos anos.

O presidente da Petrobras esteve junto à Irene Vélez Torres, ministra de Minas e Energia da Colômbia, para discutir uma aproximação entre os países.

Durante a CERAWeek, ele apresentou os principais desafios do mercado nacional de óleo e gás, bem como discutiu o cenário na Colômbia atualmente, visando uma parceria entre os países.

Além disso, eles trataram a respeito da responsabilidade de preservar a Floresta Amazônica, maior floresta tropical do mundo, que ocupa o território dos dois países.

Prates reforçou o compromisso da Petrobras com a preservação da floresta, destacando os principais projetos que fazem parte do portfólio da estatal atualmente. Ele ainda alertou sobre a necessidade de congregar esforços da indústria de energia e de governos em prol da preservação ambiental.

As atividades da Petrobras em Urucu, na Amazônia, foram pautas com a ministra de Minas e Energia da Colômbia. O presidente da estatal destacou esse como um dos principais projetos de preservação ambiental da empresa na região.

Projetos de produção de petróleo no bloco Tayrona, na Colômbia, foram pauta da reunião entre o presidente da Petrobras e a ministra de Minas e Energia colombiana na CERAWeek

O encontro de Jean Paul Prates e Irene na CERAWeek também trouxe à tona discussões importantes sobre as atividades da petroleira em território estrangeiro.

A companhia tem forte interesse em atuar em projetos de produção de petróleo na região do bloco Tayrona, na Colômbia. Esse local é uma das maiores apostas para o mercado de óleo e gás no território latino-americano.

Também na conferência em Houston, nesta semana, o diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Fernando Borges, comentou que a empresa tem grande interesse em explorar o potencial do bloco.

Por meio das atividades do poço Uchuva-1, perfurado em águas profundas, a 32 km da costa e a 76 km da cidade de Santa Marta, foram encontrados indícios de grandes reservas no bloco colombiano ainda em 2022.

Agora, após a reunião de Prates com a ministra de Minas e Energia do país na CERAWeek, o que se espera é uma aproximação dos países nos projetos futuros de petróleo e gás.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR