MENU
Menu
Início Impulse 2, o primeiro avião solar a dar a volta ao mundo, percorre 43 KM sem gastar uma gota de combustível

Impulse 2, o primeiro avião solar a dar a volta ao mundo, percorre 43 KM sem gastar uma gota de combustível

20 de setembro de 2022 às 12:10
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Impulse 2, o primeiro avião solar a dar a volta ao mundo, percorre 43 KM sem gastar uma gota de combustível
Ao aterrissar em Abu Dhabi, o Solar Impulse 2 percorreu mais de 40 mil Laurent Gillieron/EFE/VEJA

O primeiro avião movido a energia solar a dar a volta ao mundo consegue alcançar mais de 43 mil km.

O Impulse 2, primeiro avião movido a energia solar a dar a volta ao mundo, conta com uma largura de um Boeing 747, com 4 motores elétricos. O modelo, que usa energia solar como combustível, pode percorrer 43 mil quilômetros sem poluir o ambiente e acaba de alcançar um novo recorde de 97% de eficiência com seus 4 propulsores.

Avião solar conta com mais de 17 mil células fotovoltaicas

Avião Solar Impulse – A volta ao mundo

O Solar Impulse é um projeto de avião movido a energia solar proposto pela Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL), situada na Suíça.

Artigos recomendados

A escola é promovida pela Bertrand Piccard, que tem como foco a fabricação de aviões capazes de rodar todo o mundo por meio da fonte solar e sem queimar combustível. O avião solar possui o mesmo tamanho do famoso Boeing 747, mas pesando cerca de 1 tonelada e meia apenas.

O veículo pode voar utilizando energia solar capturada por meio de mais de 17 mil células fotovoltaicas.

Motores elétricos do avião que não utiliza combustível perdem apenas 3% de energia

O avião movido a energia solar pode ser considerado um grande laboratório ambulante, contando com diversas tecnologias de alto nível que tornam possível que o veículo gere grandes quantidades de energia solar e armazene toda essa eletricidade, além utilizá-la de forma mais eficiente.

Tendo uma grande eficiência em seus motores elétricos, de 97%, o avião solar possui apenas 27% em seus motores térmicos, ou seja, os propulsores do avião que não utilizam combustível perdem apenas 3% de toda sua energia. Já os motores movidos a propulsão por meio da combustão chegam a perder até 73% de energia.

Airbus desenvolve drone movido a energia solar

Drone solar da AIRBUS – Youtube

De acordo com dados de agosto do Exército dos EUA, um drone movido a energia solar caiu após voar por mais de dois meses. O veículo, que recebeu o nome de Zephy-8, produzido pelo grupo europeu Airbus, se deparou com eventos que finalizaram sua viagem sobre o deserto de Yuma, no Arizona, em 18 de agosto. 

O site Simple Fying, responsável pelo rastreamento de voos, afirmou que o equipamento atingiu entre 45 mil a 50 mil pés e, de forma rápida, começou a cair.

O drone conta com mais de 25 metros de envergadura e pesa mais de 75 quilos. O Zephy8 movido a energia solar mais do que dobrou os recordes de voos não tripulados.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR