Hyundai encerra oficialmente a produção de motores a gasolina e diesel para focar em carros elétricos

Valdemar Medeiros
por
-
29-12-2021 11:14:47
em Automotivo, Veículos Elétricos
Hyundai - gasolina - diesel - motores a combustão - carros a combustão - carros elétricos Fábrica da Hyundai em Piracicaba (SP)




A Hyundai planeja vender 1,7 milhão de carros elétricos até 2026 e, para isso, encerrará a produção de motores a combustão poluentes, que são movidos a gasolina e diesel

A Hyundai está encerrando oficialmente a produção dos motores a combustão interna. O fim aos propulsores movidos a gasolina e diesel acontece ao mesmo tempo em que a marca concentra cada vez mais suas operações em carros elétricos. De acordo com informações do Korea Economic Daily, Park Chung-kook, o novo chefe de P&D da marca, confirmou a decisão através de um e-mail encaminhado aos colaboradores da empresa que a Hyundai está dando adeus à produção de novos motores a combustão.

Leia outras notícias relacionadas

Setor de motores movidos a gasolina e diesel da Hyundai chega a 12 mil colaboradores

De acordo com a Hyundai, agora é inevitável não se concentrar nos carros elétricos. A própria produção de motores a combustão é uma grande conquista, mas é necessário mudar o sistema para desenvolver inovação futura com base no grande ativo do passado.

O departamento que está encerrando a produção de motores movidos a gasolina e diesel fica em Namyang, na Coreia do Sul, e tinha como objetivo produzir os motores da Hyundai desde 1983, ano em que o fundador do grupo, Chung Ju-yung, decidiu que a marca coreana deveria fabricar seus próprios motores a combustão interna.

Esse setor de motores a gasolina e diesel conta com aproximadamente 12 mil colaboradores, que gradualmente estão sendo transferidos para o setor de produção de sistemas de propulsão para carros elétricos.

Powertrain está se tornando centro de testes de carros elétricos

Segundo a Hyundai, pesquisadores da unidade de design do motor foram transferidos para o centro de projeto de eletrificação, restando apenas alguns para modificar os motores a gasolina e diesel já existentes.

O centro de desenvolvimento do sistema Powertrain está se tornando um centro de testes de eletrificação, enquanto o centro de desenvolvimento de desempenho do Powertrain também está se tornando um centro de desenvolvimento de desempenho de carros elétricos. Esta notícia surge poucos dias após o CEO da marca, Jaehoon Chang, reafirmar o compromisso com a eletrificação, anunciar um cronograma mais acelerado para o lançamento e comercialização e também mais investimentos nos carros elétricos.

A estimativa para 2026, por exemplo, é emplacar nada menos que 1,7 milhão de carros elétricos, sem levar em conta os modelos a células de combustível a hidrogênio. Isto é um salto sobre a estimativa anterior, que não passava de um milhão de unidades. Na ocasião, a Hyundai comentou sobre o fim da produção de novos motores a combustão, mas não havia entrado em detalhes, o que fica mais claro agora.

Hyundai dobra meta de vendas de carros elétricos

Atualmente, a montadora conta com uma gama composta por carros elétricos, híbridos, a hidrogênio e híbridos plug-in. Começando pelo Hyundai Ioniq 5, lançado recentemente, a meta da montadora é ambiciosa e estima lançar 13 carros elétricos até o fim da década.

A família Ioniq terá também o Ioniq 6, um sedã elétrico com base no conceito Prophecy e o Ioniq 7, um SUV elétrico de 7 lugares que tem base na arquitetura E-GMP. A meta da montadora é encerrar o próximo ano com o emplacamento de 220 mil veículos elétricos.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.