Governo do Rio de Janeiro vai disponibilizar R$ 80 milhões para subsidiar projetos de energia solar e gerar empregos

Valdemar Medeiros
por
-
22-04-2022 10:02:11
em Energia Renovável
Governo - RJ - Rio de Janeiro - energia solar - empregos Painéis solares ao raiar do sol – imagem: Freepik/SL




Desde o ano de 2012, a geração própria de energia solar atraiu em torno de R$ 1,9 bilhão em investimentos para o RJ, gerando de mais de 10,2 mil empregos e a arrecadando de mais de R$ 451 milhões aos cofres do estado.      

O Governo do Rio de Janeiro anunciou na quarta-feira (20) que vai disponibilizar cerca de R$ 80 milhões para subsidiar projetos no setor de energia solar. O intuito é atrair investimentos para a área e colocar o RJ dentro da rota da geração de energia solar, gerando empregos e rendas. Segundo a gestão do Estado do Rio de Janeiro, todos os recursos ficarão em um fundo que está já sendo elaborado pela agência de fomento AgeRio. Os recursos poderão ser destinados à Produção Rural, escolas, hospitais e também à casas populares. Além disso, um programa de revitalização dos condomínios industriais, também será lançado e fará parte do grupo que usará os recursos aplicados pelo governo do RJ.  

Governo do RJ aplica recursos em prol dos principais setores do Estado, em especial, o setor da energia solar

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio, Cássio Coelho, há uma demanda crescente de empreendimentos se instalando no RJ, que poderão ser beneficiados com a redução de custos oferecida pela energia solar.

Essa iniciativa foi em comum acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, a Absolar, das concessionárias Light, Enel e Energisa, da Codin, e AgeRio, além de outras empresários do setor.

De acordo com a Absolar, o RJ possui 342,8 megawatts (MW) em operação de energia solar em casas, comércios, indústrias, propriedades rurais e edifícios públicos. O estado também possui 41.389 conexões operacionais, distribuídas entre os 92 municípios do Rio de Janeiro.

Geração de energia destinada às cidades inteligentes

O poder executivo do Rio de Janeiro está trabalhando em um novo projeto para tornar alguns municípios do estado em modelos de “cidades inteligentes”. Em fevereiro, as redes italianas Enel X, Leonardo e TIM assinaram um memorando de intenções (MoU) com o governo do RJ para encontrar soluções para tornar uma cidade inteligente, segura e resiliente.

O foco é iniciar pela capital fluminense e fazer dela uma e-cidade conectada, contando com altas tecnologias para infraestrutura de transporte, conectividade e iluminação, além da transformação digital e modelos novos de alta eficiência para fornecimento de energia.

Já para empresas e prédios públicos, o foco será  eficiência de energia, através do desenvolvimento de soluções de engenharia, oferecendo energia de fontes renováveis em usinas de geração distribuída e o uso de plataformas de monitoramento em tempo real para climatização.

Niterói, no RJ, está investindo em fazendas solares e em tetos solares

Em meados de março deste ano, a prefeitura de Niterói também divulgou seus novos planos para investimentos no setor energético. O intuito do projeto de Niterói é utilizar energia solar fotovoltaica, por meio de fazendas e tetos solares.

De acordo com o secretário municipal do Clima, Luciano Paez, o objetivo é tentar diminuir as emissões de gases na cidade, além de aumentar o uso de energia renovável. A grande expectativa é que a geração de energia dimensionada seja de aproximadamente 180 megawatt (MW). Já no projeto Teto Solar, o objetivo é aproveitar a disponibilidade de prédios públicos para geração de energia fotovoltaica. A meta é chegar a 800 placas instaladas até 2024. O investimento no projeto será de R$ 1 milhão.  

O governador Cláudio Castro (PL) assinou em março, na cidade de Nova York, um protocolo de intenções com as empresas Nasdaq e a Global Environmental Asset Plataform (Geap) para que fossem desenvolvidos estudos relacionados à criação de uma plataforma exclusivamente para negociações de ativos ambientais.

Essa ação faz parte de uma tentativa de retomada da Bolsa de Valores do RJ, que está fechada desde os anos 2000. Ao longo de 90 dias, serão elaborados diversos projetos-pilotos, além da discussão de propostas.

Sites Parceiros

Publicidade




Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.