Início Governo do Ceará assina pré-contrato com a multinacional Fortescue para concretizar o Hub de Hidrogênio Verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém

Governo do Ceará assina pré-contrato com a multinacional Fortescue para concretizar o Hub de Hidrogênio Verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém

17 de junho de 2022 às 12:45
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Complexo Industrial e Portuário do Pecém
Complexo do Pecém – imagem: Divulgação

O Governo do Ceará assinou um pré-contrato com a multinacional Fortescue para a instalação do Hub de Hidrogênio Verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém nos próximos anos.

O Governo do Ceará avançou ainda mais para garantir o desenvolvimento econômico e melhoria da qualidade de vida dos cearenses. A governadora Izolda Cela assinou, na manhã desta quarta-feira (15), o pré-contrato com a multinacional Fortescue Metals Group para tirar do papel o projeto do Hub de Hidrogênio Verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), em São Gonçalo do Amarante.

Projeto do Hub de hidrogênio verde também incentiva a cadeia produtiva da energia

Assinatura de pré-contrato — Imagem: Governo do Ceará

A assinatura ocorreu na sede do Complexo Industrial e Portuário do Pecém, com a presença de Luís Viga, gerente de desenvolvimento de Negócios da Fortescue Future Industries, Sebastian Otero, gerente de Portfólio de projetos na América Latina, Maia Júnior, secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Danilo Serpa, presidente do Complexo do Pecém, Eduardo Neves, presidente da Zona de Processamento de Exportação do Ceará, entre outras autoridades, como gestores públicos e executivos da iniciativa privada.

Artigos recomendados

Sendo assim, o estado e a Fortescue, líder global na indústria de minério de ferro, atuarão em cooperação mútua para tornar a instalação do primeiro Hub de hidrogênio verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, e também fomentar a cadeia de produção de energia no estado.

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

De acordo com a governadora do Ceará, esse movimento foi liderado na gestão do governador Camilo Santana, e firma o Ceará como um polo forte e engajado nesse momento de transição energética, com o potencial de natureza, mas também o institucional. O Hub vem para o Ceará evoluir consolidadamente e o Brasil só tem salvação se o Nordeste continuar evoluindo com energias renováveis.

Fortescue busca por oportunidades viáveis para produção de hidrogênio verde

De acordo com o CEO da Fortescue Future Industries Latin America, a empresa tem o prazer de anunciar este novo marco em seu trabalho no país com o governo do Ceará e as autoridades do Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Este pré-contrato para o Hub de Hidrogênio é o resultado do trabalho que tem feito nos últimos meses e permitirá que a empresa continue avançando nos estudos de pré-viabilidade para o desenvolvimento de seus projetos. Sendo assim, a Fortescue reafirma seu compromisso de colaborar com as comunidades.

Desta forma, nos últimos meses, a empresa começou a aprofundar seus conhecimentos sobre a região, sua biodiversidade e suas comunidades por meio de estudos de impacto ambiental e social. A assinatura deste pré-contrato é o fortalecimento do progresso do projeto do Hub de Hidrogênio verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Desse modo, com o pré-contrato assinado, a multinacional prevê realizar estudos e procurar identificar oportunidades viáveis para a geração de hidrogênio verde e envidar seus melhores esforços para contribuir com as universidades locais para criar programas de pesquisa para a promoção de tecnologias ligadas ao combustível.

Hidrogênio verde é o futuro dos combustíveis

O Hidrogênio Verde se mostra como a energia mais limpa para a redução da emissão de gases poluentes e, assim, garantir um futuro sustentável para o planeta.

De acordo com o estudo “Scaling Up”, do Hydrogen Council, até 2050, o H₂V representará cerca de 18% de toda a energia consumida no mundo todo. Sendo assim, o Governo do Ceará desenvolveu o Hub de Hidrogênio Verde em fevereiro do último ano, em parceria com a FIEC, UFC, e Complexo Industrial e Portuário do Pecém.

Até então, já foram assinados 18 memorandos de cooperação, todos com o intuito de produzir e exportar hidrogênio verde.

Relacionados
Mais recentes