1. Início
  2. / Concursos Públicos e Federais
  3. / Governo anuncia reserva de R$ 2 bilhões para realização de novos concursos públicos em 2023
Tempo de leitura 4 min de leitura

Governo anuncia reserva de R$ 2 bilhões para realização de novos concursos públicos em 2023

Escrito por Bruno Teles
Publicado em 29/04/2023 às 14:09
novos concursos públicos
Foto: Concurso

Em pronunciamento, a ministra de Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, afirmou que todos os editais previstos para o ano serão anunciados até maio.

O governo brasileiro anunciou recentemente a reserva de R$ 2 bilhões para a realização de novos concursos públicos em 2023. O objetivo do governo é suprir o déficit de contratações em órgãos públicos e dar atenção aos mais necessitados. Assim, a Funai (Fundação Nacional do Índio) abrirá 502 vagas em breve e o Ministério do Meio Ambiente (MMA) aguarda autorização para a realização de concurso, embora ainda não se saiba quantas vagas serão oferecidas.

De acordo com a ministra, nas próximas semanas será anunciado o destino dos recursos e até o final de maio espera-se que todos os editais de concursos previstos para 2023 sejam divulgados, com base no valor previsto no Orçamento.

O governo brasileiro já autorizou a realização de dois concursos públicos para órgãos federais em cargos específicos

O primeiro oferece 30 vagas para o cargo de terceiro-secretário da carreira da diplomacia do Ministério das Relações Exteriores, enquanto o segundo concerne ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, com 814 vagas disponíveis.

O objetivo maior, porém, é suprir o déficit de pessoal nos órgãos públicos e melhorar a prestação dos serviços oferecidos. Durante a cerimônia de sanção do reajuste para servidores públicos federais do Executivo, que apresenta um aumento de 9% no salário dos funcionários públicos, a ministra Esther Dweck e o presidente Lula destacaram a importância da contratação de pessoas via concursos públicos para o melhoramento da administração pública.

O governo brasileiro dará prioridade aos órgãos com maior déficit de pessoal, e o objetivo é contratar seres humanos, visto que não se pode prescindir deles, mesmo em um mundo digital. Governos de diversos países têm a plena consciência de que profissionais são essenciais em diversos cargos e investem em concursos públicos para preencher postos de trabalho e melhorar a administração pública.

Essas medidas demonstram o compromisso do governo em selecionar funcionários públicos qualificados e diminuir a carência de profissionais que impede um atendimento adequado à população. Somente por meio de um serviço público eficiente é possível promover melhorias sociais e econômicas na sociedade.

O reajuste dos salários dos funcionários públicos terá um impacto orçamentário de R$ 11,6 bilhões e será pago linearmente a partir de 1º de maio, com pagamento previsto para 1º de junho

A reativação da mesa de negociação entre o governo e os funcionários públicos foi bem recebida, já que é uma importante ferramenta para garantir os direitos dos trabalhadores do setor público e dar estabilidade ao Poder Executivo. A participação de mais de cem entidades representativas da categoria em reuniões com o governo para firmar um acordo de reajuste salarial mostra que os funcionários públicos estão atentos aos seus direitos e necessidades.

Contudo, é importante que haja um esforço mútuo entre governo e funcionários públicos para aprimorar os serviços públicos e garantir uma administração eficiente e de qualidade para toda a população.

Os concursos públicos são uma porta de entrada para profissionais que buscam ingressar no serviço público e contribuir para o desenvolvimento do país

Cabe às autoridades brasileiras o compromisso de oferecer oportunidades equânimes e de qualidade para todos os interessados em participar desses certames, com transparência e lisura em todo o processo seletivo.

Ademais, os concursos públicos são uma importante ferramenta para promover a igualdade de oportunidades e a diversidade no serviço público, uma vez que não há distinção de gênero, raça ou classe social durante a seleção dos candidatos.

Em suma, é inegável que a realização de novos concursos públicos é essencial para suprir o déficit de pessoal nos órgãos públicos e melhorar a oferta de serviços à população. O governo brasileiro está ciente disso e vem se comprometendo em selecionar funcionários capacitados e qualificados para atuar no serviço público. Cabe agora aos órgãos competentes elaborar editais transparentes e atrativos para que os interessados participem dos certames e, assim, contribuam para o desenvolvimento do país.

Bruno Teles

Falo sobre tecnologia, inovação, petróleo e gás. Atualizo diariamente sobre oportunidades no mercado brasileiro. Sugestão de pauta? Manda no brunotelesredator@gmail.com

Compartilhar em aplicativos