Engenheiro aeronáutico transformou um Chevrolet Celta 2005 em veículo elétrico

Valdemar Medeiros
por
-
30-08-2021 17:26:30
em Indústria e Construção Civil
Engenheiro - Chevrolet-Celta-2005 - veiculo elétrico Criador e criatura: a ideia surgiu depois que o engenheiro viu uns vídeos na internet Eduardo Passos/Quatro Rodas

Já imaginou uma versão do Chevrolet Celta 2005 elétrico? O engenheiro, Juan Antonio Cuenda, conseguiu transformar o modelo clássico em um veículo elétrico.

Após assistir vários vídeos na internet de pessoas fazendo conversões de veículos a combustão em veículo elétrico, o engenheiro aeronáutico Juan Antonio Cuenda, espanhol que cresceu em São José dos Campos (SP), decidiu fazer por conta própria, um projeto para transformar seu Chevrolet Celta 2005 em veículo elétrico. Os trabalhos do engenheiro começaram há quatro anos, em 2017.

Leia outras notícias relacionadas

Chevrolet Celta recebeu novo motor de 24 cilindros

ESSE CELTA FOI CONVERTIDO PARA ELÉTRICO! ENTENDA!

O primeiro passo foi a compra do Celta Super duas-portas ano 2005. Logo após, o engenheiro aeronáutico comprou as peças necessárias para realizar o projeto, e com a ajuda de um mecânico, deu início à conversão do veículo, começando com a retirada do motor 1.0 de 70 cavalos a combustão e a instalação do novo propulsor.

O novo motor do Chevrolet Celta não é tão potente, mas os seus 24 cilindros não impactam na performance do veículo elétrico que é favorecido pelo aproveitamento da transmissão manual de fábrica. O próprio engenheiro desenhou a peça que fixa a embreagem ao volante do motor e conta que também foi necessário criar uma nova flange para conectar o câmbio ao novo motor.

A confecção das peças ficou por conta de uma empresa terceirizada. De acordo com o engenheiro, a função do câmbio é controlar a rotação do motor elétrico. Cuenda ainda monitora os parâmetros por meio de um celular que está fixo no painel e brinca ao arrancar em quinta marcha sem nenhum problema.

Chevrolet Celta 2005 conta com até 100 km de autonomia

As baterias de íons lítio do modelo estão agrupadas em três conjuntos, com 500 células cada. Os conjuntos estão conectados em paralelo e instalados no porta-malas, chegando a pesar 60 kg e garantindo uma autonomia de até 100 km, de acordo com o engenheiro.

A refrigeração é realizada por meio de três pequenos ventiladores, parecidos com os coolers vendidos em lojas de informática. O sistema do Chevrolet Celta conta até com um inversor de corrente e frenagem regenerativa. O carregamento é realizado em casa, em uma tomada de 220 V, com uma energia fornecida com o auxílio de painéis solares, tornando o projeto ainda mais sustentável.

Com as modificações do engenheiro aeronáutico, a dinâmica do veículo também foi alterada. Mais leve, o Celta precisou de modificações no comprimento das molas. De acordo com Antônio, o modelo ficou muito alto, então foi necessário rebaixar a suspensão, que agora está muito baixa, então deverá ajustar isso novamente, pois o veículo elétrico ainda não está finalizado.

A distribuição do peso até melhorou, fazendo com que o Chevrolet Celta ficasse mais estável e se comportasse como um carro elétrico convencional, com centro de gravidade mais próximo ao chão.

Engenheiro aeronáutico afirma ter investido R$ 50 mil

Com respostas quase imediatas, o modelo encara sem medo ladeiras íngremes e passa despercebido nas ruas até o momento em que alguém nota que o celta se move sem fazer nenhum barulho.

Em valores atualizados, o engenheiro afirma ter investido cerca de R$ 50 mil no projeto, o que é bem menos que os R$ 61.590 de um Onix Joy. Como o processo ocorreu há quase quatro anos, o valor real é um pouco maior do que esse. Entretanto, de acordo com Cuenda, o custo-benefício foi tão grande que ele já planeja o próximo projeto, dessa vez ao lado de um amigo.

Os modelos não estarão à venda, mas o engenheiro já planeja oferecer consultoria para outros que desejam o mesmo tipo de modificação, dividindo os mesmos conselhos: Não pode ser um carro muito antigo ou com poucas peças e um porta-malas grande será muito útil.

Está matéria foi produzida com base na noticia publicada no portal quatrorodas por Eduardo Passos e João Vitor Ferreira.

Tags:
Valdemar Medeiros
Especialista em marketing de conteúdo, ações de SEO e E-mail marketing. E nas horas vagas Universitário de Publicidade e Propaganda.
fwefwefwefwefwe