MENU
Menu
Início Empresa revela que energia elétrica sem fio e diretamente do sol está cada vez mais próxima de se tornar realidade

Empresa revela que energia elétrica sem fio e diretamente do sol está cada vez mais próxima de se tornar realidade

18 de outubro de 2022 às 10:01
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Empresa revela que energia elétrica sem fio e diretamente do sol está cada vez mais próxima de se tornar realidade
Foto: ENSE/Reprodução

A empresa Emrod desenvolveu um novo método para a transmissão de energia elétrica sem utilizar fios. Cientistas destacam que energia infinita pode estar cada vez mais perto de chegar ao mercado elétrico.

A empresa de tecnologia sediada na Nova Zelândia, Emrod, declarou que o tão almejado sonho de transporte de energia elétrica sem fio, por meio de painéis de energia solar instalados no espaço, está cada vez mais próximo de se tornar realidade. No final do mês de setembro, a empresa afirmou o feito de transportar, com sucesso, energia sem fio de um transmissor para um receptor a uma distância de 36 metros dentro de uma instalação operada pela empresa aeroespacial Airbus, situada em Munique.

Emrod pretende gerar energia infinita e sem fio através de painéis solares

Eletricidade SEM FIO é Possível? O Sonho de NIKOLA TESLA volta a VIDA!

A Emrod estima que essa tecnologia para o setor de energia elétrica possa ser utilizada em breve para transferir energia solar para a Terra, sem a demanda de linhas de energia de alta tensão. Em tese, a transmissão de energia sem fio poderia gerar uma lista enorme de benefícios ligados às linhas com fio, como menos pontos de falha, menores custos de infraestrutura, interrupção do tempo e menor risco de eletroplessão de fios. 

Artigos recomendados

Após isso, um plano muito mais ambicioso poderia envolver até mesmo satélites instalados ao redor da órbita da Terra, gerando energia infinita a partir da fonte solar e painéis solares instalados nesses dispositivos no Espaço.

Segundo um porta-voz da empresa, o foco comercial imediato está voltado em sistemas que podem ser utilizados na terra. E ainda complementa ao dizer que a empresa planeja ter, no prazo de três a quatro anos, sistemas disponíveis para venda comercial, com canais de produção e distribuição de energia elétrica estabelecidos.

Segurança do sistema de energia sem fio preocupa empresa

Entretanto, para que a captação de energia solar com base no Espaço prospere, é necessário desenvolver um roteiro de pesquisa que discrimine todos os pormenores da pesquisa, inclusive em relação ao investimento. Será necessário esperar pelo menos 10 anos para estabelecer um sistema comercialmente operacional. A Emrod planeja começar os testes em órbita nos próximos 5 anos.

Uma das principais preocupações a respeito do uso desse tipo de sistema é a segurança. A radiação emitida pela energia infinita pode prejudicar os seres humanos e causar grandes queimaduras solares. A energia da radiação se amplia de acordo com a frequência. Entretanto, o porta-voz afirma que a densidade do feixe de energia e a frequência utilizada não colocariam em risco a segurança dos envolvidos, além disso, há um sistema de desligamento que também protegeria as pessoas.

Para casos de uso da tecnologia de energia sem fio na Terra, antenas transmissoras e receptoras são elevadas acima do solo, assim como os cabos de alta tensão são, para eliminar a intervenção humana no feixe de energia. A empresa afirma que a construção de um sistema de transmissão de energia elétrica sem fios ajuda na luta contra as mudanças climáticas.

Transferência de energia elétrica sem fio pode impulsionar o mercado automotivo

Apesar de ser um mercado distante do setor elétrico, o mercado de veículos anda cada vez mais sustentável com os carros elétricos.

Desta forma, a fornecedora de autopeças Denso e construtora Obayashi estão desenvolvendo para o mercado de carros elétricos uma nova forma de carregamento sem fio e testaram vários pavimentos rodoviários capazes de recuperar os modelos enquanto estão em movimento.

O objetivo é fazer com que a tecnologia esteja presente no mercado a partir de 2025. Durante os testes feitos em carros elétricos, é possível rodar continuamente a 15 km/h em um percurso com linhas ininterruptas de bobinas elétricas que foram instaladas debaixo da superfície.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR