Início Empresa desenvolve bicicleta elétrica com 510 km de autonomia “capaz de escalar o Monte Everest com uma única carga”

Empresa desenvolve bicicleta elétrica com 510 km de autonomia “capaz de escalar o Monte Everest com uma única carga”

31 de julho de 2022 às 10:00
Compartilhe
Siga-nos no Google News
bicicleta elétrica - bicicleta -
Modelo R22 Everest – imagem: Optibike/Divulgação

Com muita autonomia e alta tecnologia, a bicicleta batizada de R22 Everest promete ser um diferencial no mercado de bicicletas elétricas. Saiba mais a seguir       

O recente lançamento da Optibike, uma tradicional fabricante de bicicletas elétricas dos Estados Unidos, criou um modelo de bicicleta elétrica que, segundo a fabricante, é “capaz de escalar o Monte Everest com uma única carga”. O modelo criado pela Optibike é o R22 Everest, sendo a versão de mais alto desempenho já fabricado pela marca.

Saiba mais sobre a bicicleta elétrica “capaz de escalar o Monte Everest”

R22 Everest eMTB Review – Reprodução/Youtube

A bicicleta elétrica R22 Everest, um modelo off-road, foi revelada há alguns dias pela fabricante. Segundo a Optibike, o seu modelo de bicicleta elétrica é equipada com duas baterias, totalizando o fornecimento máximo de 3.260 Wh de capacidade, que equivale a cerca de 6,5 vezes maior potência do que as baterias encontradas em bicicletas elétricas de menor preço.

Artigos recomendados

As baterias são responsáveis por alimentar o motor de 1.700 watts, perfeitamente capaz de gerar torque de até 19,37 kgfm.

Bicicleta elétrica que também vira moto elétrica?

Entenda como a autonomia da R22 Everest faz com que a Optibike tenha criado um modelo singular e atrativo.

Todo o conjunto mencionado anteriormente fornece à bicicleta elétrica uma autonomia de 510 km, isso com apenas uma carga, no modo de assistência de pedal e em uma velocidade de até 25 km/h, segundo a Optibike.

No entanto, a bicicleta elétrica também pode atuar como uma moto elétrica. Essa foi uma técnica desenvolvida pela Optibike para dar descanso ao condutor da bike, que fica sendo operada apenas por meio do acelerador, podendo alcançar até 58 km/h de velocidade máxima. As baterias usadas na R22 Everest também podem ser removidas e utilizadas separadamente.

A bicicleta elétrica R22 Everest também possui uma suspensão dianteira de coroa dupla e com curso de 200 mm na traseira, algo que garante um passeio confortável e estável, até mesmo em lugares com terrenos mais irregulares.

A bicicleta elétrica capaz de escalar o Monte Everest também possui farol de 2.700 lúmens, suficiente para rodar em trilhas durante à noite, além de luz traseira de segurança e tela frontal LCD que indica o nível da bateria, velocidade e odômetro da bike.

Inovadora e peculiar, porém com preço elevado

A excelente escaladora do Monte Everest pode, no entanto, assustar aqueles que estiverem interessados em adquiri-la.

A nova bicicleta elétrica da Optibike vai custar caro ao bolso dos interessados, principalmente devido aos recursos e à alta tecnologia oferecidos pela Optibike.

De acordo com a fabricante, a bicicleta elétrica R22 Everest está sendo vendida por US$ 18,9 mil, equivalendo a R$ 97,9 mil pela cotação atual, em conversão direta do dólar em real.

O valor é alto não somente pelos seus diversos atributos, mas também devido ao fato de que a bicicleta elétrica só é produzida sob encomenda, sendo um modelo com um diferencial: é construída à mão, na fábrica da Optibike, que fica no Colorado, Estados Unidos.

Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.
Facebook Facebook
Twitter Twitter
LinkedIn LinkedIn
YouTube YouTube
Instagram Instagram
Telegram Telegram
Google News Google News

Relacionados
Mais recentes