1. Início
  2. / Marítimo
  3. / Em 2015, a Turquia fez algo inesperado: afundou um AIRBUS A330 no oceano; Mas por quê? Sete anos depois os resultados aparecem
Tempo de leitura 2 min de leitura Comentários 0 comentários

Em 2015, a Turquia fez algo inesperado: afundou um AIRBUS A330 no oceano; Mas por quê? Sete anos depois os resultados aparecem

Escrito por Rafaela Fabris
Publicado em 15/06/2024 às 13:51
Em 2015, a Turquia fez algo inesperado: afundou um AIRBUS A330 no oceano; Mas por quê? Sete anos depois os resultados aparecem
Imagem: Construction Global/Divulgação

Em 2015, a Turquia decidiu afundar um AIRBUS A330 no oceano. Ao contrário do que muitos poderiam pensar, não foi um acidente. A ação foi cuidadosamente planejada para criar um recife artificial, promovendo a vida marinha e revitalizando o turismo local.

O projeto começou com a desmontagem do avião da AIRBUS em partes menores, facilitando o transporte e garantindo um afundamento controlado. Todos os materiais contaminantes, como combustível, óleo hidráulico e baterias, foram removidos para proteger o ambiente marinho.

As partes do AIRBUS A330 foram transportadas para a cidade costeira de Kusadasi, onde foram preparadas para o afundamento. O local no mar foi escolhido com cuidado, considerando a profundidade, correntezas e proximidade da costa, para garantir as melhores condições para o recife artificial.

O afundamento do avião levou cerca de 2 horas e meia

O processo foi lento e controlado para evitar a formação de bolsas de ar que pudessem desestabilizar a descida. Uma balsa flutuante e uma grua foram usadas para guiar o avião até o fundo do mar, com mergulhadores supervisionando todo o procedimento.

Antes de afundar o AIRBUS A330, a Turquia enfrentava um momento difícil, com um atentado suicida que afetou negativamente o turismo. Criar o recife artificial foi uma estratégia para atrair visitantes e impulsionar a economia local.

Hoje, o recife artificial do AIRBUS A330 é um grande sucesso

Hoje, o recife artificial do AIRBUS A330 é um grande sucesso

Ele se tornou um habitat para diversas espécies marinhas e um popular destino de mergulho. Turistas de todo o mundo visitam a região para explorar o recife, ajudando a revitalizar o turismo local e a economia.

A Turquia não é o único país a usar essa técnica. Outros lugares, como os Estados Unidos e Bahrein, também afundaram veículos e aviões para criar recifes artificiais, promovendo a biodiversidade marinha e atraindo turistas.

Em suma, o afundamento do AIRBUS A330 pela Turquia foi uma ação inovadora que transformou um grande avião em um recife artificial vibrante, beneficiando o meio ambiente e a economia. O sucesso do projeto mostra como ideias criativas podem trazer grandes benefícios para a conservação marinha e o turismo sustentável.

Inscreva-se
Notificar de
guest
❗❗❗Faça login para poder postar links, fotos, conectar com pessoas e muito mais. Seu perfil pode ser visto por mais de 1 milhão de usuários todos os dias😉
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Rafaela Fabris

Fala sobre inovação, energia renováveis, petróleo e gás. Atualiza diariamente sobre oportunidades no mercado de trabalho brasileiro.

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x