Crise global de chips afeta a produção da Tesla e empresa automotiva adia lançamento de dois carros elétricos

Valdemar Medeiros
por
-
17-05-2021 12:26:08
em Logística e Transporte
Tesla - carros elétricos - chips Chips semicondutores – Fonte: reprodução google/Olhar Digital

Devido à crise global de chips semicondutores, a Tesla adiou lançamentos de algumas versões de carros elétricos como a Plaid e a Long Range

A Tesla adiou mais uma vez a entrega dos novos carros elétricos Model S e Model X, na mesma semana em que Elon Musk anunciou a suspensão da criptomoeda como forma de pagamento, e a crise global de chips condutores pode ter alguma ligação com o adiamento. No começo do ano, a Tesla confirmou atualizações para os carros elétricos Model X e Model S desde que chegaram ao mercado. Elon Musk, revelou na época que os modelos chegariam aos 1.020 cavalos de potência, devido às novas versões de desempenho Plaid e Plaid+.

Leia também

Tesla divulga novas datas para a chegada dos carros elétricos

A Tesla alterou as datas de entrega sem justificar o motivo dos atrasos na produção dos carros elétricos. Vale ressaltar que a Tesla descontinuou, no ano passado, o setor de Relações Públicas, e acabou com todos os canais de comunicação com a imprensa. Sendo assim, o sedã chegará somente no 2° semestre deste ano. A versão Plaid e as primeiras unidades da versão Long Range, que chegariam em junho, deverão ser entregues aos clientes por volta do mês de setembro e outubro.

A única versão que não mudou de data foi a versão Plaid+, que apesar da Tesla não ter anunciado uma data para a estreia, o estimado é que a versão chegue por volta de 2022. Para o carro elétrico Model X, as versões de potência Plaid e Long Rangee, que estavam com datas de entrega para outubro, foram adiadas para janeiro e fevereiro do próximo ano.

Entendendo a crise dos chips semicondutores

Um dos motivos mais prováveis para o atraso nas entregas dos carros elétricos da Tesla está ligado à crise mundial de chips semicondutores. A crise nos chips semicondutores vem afetado a indústria automotiva e a Tesla também não conseguiu escapar.

A ausência dos chips deverá prosseguir até o fim deste ano. No começo do ano, especificamente em fevereiro, funcionários da fábrica de Fremont foram notificados que a linha de produção do Model 3 ficaria sem operações de fevereiro a março.

Tesla trabalha em carros elétricos que vão além da potência

Além dos carros elétricos superarem os 1.000 cv de potência, as versões Plaid são essenciais para aqueles que querem se entreter durante a viagem, a versão será compatível com games como Cyberpunk 2077 e The Witcher 3 e, para melhorar mais ainda a sua experiência, com conexão para controle sem fio.

Para que isso seja possível, os sistemas multimídia dos carros elétricos farão uso de chips que possuem capacidade de processamento de 10 teraflops, ou seja, consegue realizar cerca de 10 trilhões de operações de ponto flutuante por segundo. Para se ter uma noção, o Xbox Series X, por exemplo, é de 12 teraflops.

Tags:
Valdemar Medeiros
Formado em Segurança do trabalho, especialista em marketing de conteúdo em conjunto de ações de SEO e Universitário de Publicidade e Propaganda.