Início Conheça o Hydrotug, primeiro rebocador movido a hidrogênio do mundo que promete deixar os portos mais amigáveis ao meio ambiente

Conheça o Hydrotug, primeiro rebocador movido a hidrogênio do mundo que promete deixar os portos mais amigáveis ao meio ambiente

27 de maio de 2022 às 17:08
Compartilhe
Siga-nos no Google News
porto - estaleiro - rebocador - hidrogênio
Créditos da imagem: CMB.TECH/Porto de Antuérpia-Bruges

O Porto de Antuérpia-Bruges está se preparando para receber em breve o Hydrotug, primeiro rebocador movido a hidrogênio

Empresas e industrias do mundo todo estão trabalhando para reduzir ou até zerar as emissões de carbono no médio a longo prazo. Metas ousadas somente serão alcançadas com o investimento em novas tecnologias e equipamentos amigáveis ao meio ambiente. Pensando em dar um passo importante nesse sentido, o Porto de Antuérpia-Bruges, na Bélgica, e a empresa de tecnologia limpa CMB.TECH, se preparam para receber o Hydrotug, primeiro rebocador movido a hidrogênio do mundo.  

O rebocador movido a hidrogênio foi apresentado no último dia 16 de maio, na Espanha. O rebocador ainda precisa de detalhes finais para ser lançado para testes ainda neste ano. A embarcação inovadora deve ser entregue no final deste ano. A previsão é que ele esteja em plena operação no primeiro trimestre de 2023

Artigos recomendados

O Hydrotug é o primeiro navio a ser movido por dois motores BeHydro V12 de velocidade média bicombustível – cada um deles fornecendo 2 megawatts. Também podem funcionar com hidrogênio e combustível tradicional.  

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

Como funciona o equipamento? 

O rebocador pode armazenar um total de 415kg de hidrogênio comprimido. A tecnologia tem a capacidade de eliminar a emissão de carbono de até 350 carros por ano. Roy Campe, CMB.TECH, destacou que a novidade pode melhorar consideravelmente a qualidade do ar nos portos ao redor do mundo.

Créditos da imagem: CMB.TECH 

O Hydrotug é o maior navio movido a hidrogênio do mundo. A tecnologia foi aprovada pelo Lloyd’s Register e estamos prontos para abordar o mercado global de 10.000 rebocadores. Com essa tecnologia, podemos melhorar significativamente a qualidade do ar nos portos e levar a tecnologia de hidrogênio a todos os portos do mundo”, disse.  

Gerente de Operações do Porto de Antuérpia-Bruges – Rob Smeets, falou sobre as ambições verdes do porto Antuérpia-Bruges para os próximos anos. “Até 2028, nosso objetivo é ter as primeiras moléculas de hidrogênio verde em nossas plataformas. Além disso, estamos investigando um oleoduto de hidrogênio entre os dois portos e em direção ao interior europeu para que possamos usar o máximo possível de energia renovável. Este hidrorebocador é um exemplo fantástico de como deve ser nosso futuro sustentável,” disse. 

Portos investem buscam ser mais amigáveis ao meio ambiente 

Cada vez mais os portos estão tomando medidas para apoiar a descarbonização do transporte marítimo. Além das iniciativas voltadas para a formação de corredores verdes de transporte, portos individuais estão introduzindo incentivos verdes para navios que atendem aos padrões de emissão ou empregam combustíveis verdes alternativos para reduzir as emissões de carbono. 

A Autoridade Marítima e Portuária de Cingapura anunciou no último dia 1º de maio que estava introduzindo melhorias em seu Programa Green Port para incentivar a sustentabilidade entre os navios oceânicos que fazem escala no Porto de Cingapura. 

Relacionados
Mais recentes