Início General Electric vai desenvolver e testar componentes com fluxo de combustível a base de hidrogênio em turbinas a gás

General Electric vai desenvolver e testar componentes com fluxo de combustível a base de hidrogênio em turbinas a gás

27 de maio de 2022 às 16:17
Compartilhe
Siga-nos no Google News
Turbina a gás - combustão - GE - general Eletric - hidrogênio - combustível a base de hidrogênio
Projeto de turbina a gás da GE promete sair do papel até o fim do ano – imagem: GE/Divulgação

GE e DOE fecham parceria para acelerar o caminho para um futuro de combustão baseada no uso de hidrogênio.                               

O Escritório de Energia Fóssil e Gestão de Carbono do Departamento de Energia dos EUA (DOE) anunciou a seleção de duas propostas da General Electric – GE no valor de mais de US$ 12 milhões como parte de seus esforços para acelerar o caminho para um futuro de combustão baseada no uso de hidrogênio. Esse financiamento permitirá que a GE desenvolva tecnologias para integrar níveis mais altos de hidrogênio em suas plataformas de turbinas a gás – com foco específico na frota de turbinas a gás classe F da GE – e acelerar a transição para um futuro de energia de zero carbono.

General Electric desenvolverá seis projetos equivalente a US$ 25 milhões

Os projetos da General Electric fazem parte de seis projetos que totalizam US$ 25 milhões em financiamento federal anunciados pelo DOE na semana passada. Esses prêmios representam outro marco importante nos esforços da GE para avançar nas tecnologias de hidrogênio para turbinas a gás e usinas de energia de ciclo combinado, que ajudarão a alcançar reduções significativas nas emissões de carbono. 

Artigos recomendados

No mês passado, a General Electric trabalhou com o Long Ridge Energy Terminal no comissionamento e demonstração da primeira usina de energia de queima de hidrogênio de classe avançada em Hannibal, Ohio. 

Trabalhe no Setor Eólico do Brasil

A usina é alimentada por uma turbina a gás GE 7HA.02, que pode queimar até 20% de hidrogênio em volume no fluxo de gás inicialmente, com o roteiro de tecnologia da GE desenvolvido para mais ao longo do tempo.

Parceria entre GE Gas Power e DOE promete acelerar o desenvolvimento e testes de sistemas de combustão da classe F

Jeffrey Goldmeer, diretor de tecnologias emergentes da GE Gas Power, diz que os novos projetos com o DOE serão um grande catalisador para acelerar o progresso da GE em direção à combustão a base de 100% de hidrogênio, afirmando:

“Aplaudimos a liderança, o compromisso e o investimento do DOE na combustão de hidrogênio. Os investimentos que a agência está fazendo nos ajudarão a acelerar o desenvolvimento e o teste de sistemas de combustão da classe F retroajustáveis ​​capazes de operar com 100% de hidrogênio usando uma combinação de tecnologias de micromisturador e combustível axial”.

A GE, por meio de seu negócio Gas Power e Research Lab, traz um legado de experiência para o desafio da alta combustão de hidrogênio. A equipe de engenharia da GE Gas Power em Greenville, SC e o Research Lab da GE em Niskayuna, NY são uma equipe de combustão de classe mundial com profundo conhecimento e décadas de experiência em hidrogênio e instalações de construção e teste totalmente capazes para estudar combustão de hidrogênio e características de chama. 

Keith McManus , que lidera a equipe de combustão da GE Research e está liderando o projeto da GE Research, está entusiasmado com o projeto e a oportunidade de avançar na integração do hidrogênio para criar um aumento substancial na eficiência da usina de energia, afirmando:

“Como todos próximos à tecnologia de hidrogênio sabe, os desafios técnicos são consideráveis ​​quando se fala em poder operar uma turbina com 100% de hidrogênio. Tendo trabalhado em tecnologias de combustão de hidrogênio por muitos anos, estamos cientes dos muitos desafios e progredimos consideravelmente ao longo do tempo. Trabalhando em cooperação com o DOE, estamos confiantes de que podemos avançar ainda mais que nos aproximam de 100%.”

Turbinas movidas a hidrogênio

O projeto da GE Research, que totaliza cerca de US$ 7 milhões, estudará a operação de componentes de turbinas movidas a hidrogênio em plataformas especiais em sua instalação de testes de combustão em Niskayuna. A equipe examinará como a eficiência da turbina a gás pode ser melhorada para aplicações de geração de energia de ciclo simples e combinado.

O prêmio da GE Gas Power, totalizando quase US$ 6 milhões, se concentrará no estudo de combustíveis de hidrogênio altamente reativos e na abordagem dos desafios associados a esse tipo de dinâmica de combustão. Como parte de seu programa, a equipe do projeto desenvolverá e testará componentes de turbinas a gás com misturas de combustível gás natural-hidrogênio e até 100% de hidrogênio.

Nos últimos anos, a General Electric colaborou com o DOE para pesquisar e desenvolver soluções de combustão para geração de energia mais sustentável. O sistema de combustão DLN2.6e da GE que é padrão nas ofertas atuais de turbinas a gás GE HA foi desenvolvido como parte do programa de turbinas de alto hidrogênio do DOE. Essa tecnologia permitiu que o sistema de combustão DLN 2.6e operasse com misturas de gás natural e hidrogênio. 

Além disso, a GE desenvolveu um roteiro de tecnologia para atingir 100% de hidrogênio nesta plataforma na próxima década. A GE tem mais de oito milhões de horas de operação com hidrogênio e combustíveis similares de baixo BTU em mais de 100 unidades. Os termos finais das seleções de prêmios de projetos passarão por negociação final e confirmação com o DOE nas próximas semanas.

Além do setor de energia, a GE também é líder no avanço das tecnologias de hidrogênio no setor de aviação. A CFM International, uma empresa conjunta 50-50 entre a GE e a Safran Aircraft Engines, está trabalhando com a Airbus em uma demonstração de combustível de hidrogênio com um motor de aeronave.

Relacionados
Mais recentes