MENU
Menu
Início Como calcular o número de placas solares para não pagar mais a conta de luz?

Como calcular o número de placas solares para não pagar mais a conta de luz?

31/01/2024 às 18:42
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
Como calcular o número de placas solares para não pagar mais a conta de luz?
Foto: Divulgação

Descubra quantas placas solares são necessárias para não pagar mais conta de luz, utilizando um sistema de energia solar off-grid independente da rede elétrica.

A energia solar off-grid tem ganhado destaque como uma solução eficaz para quem deseja independência energética. Com a possibilidade de gerar energia elétrica gratuitamente, muitos se perguntam sobre o cálculo necessário para determinar o número de placas solares suficientes para suprir todas as necessidades de uma residência, sem depender da rede elétrica e, consequentemente, eliminar a conta de luz.

O primeiro passo para calcular o número de placas solares envolve entender o consumo mensal da residência. É essencial analisar a conta de luz para identificar o consumo mensal dos últimos 12 meses, focando no mês de maior uso. Esta abordagem é vital para sistemas off-grid, onde baterias armazenam a energia gerada. Para residências desconectadas da rede, estima-se o consumo dos equipamentos individualmente.

Artigos recomendados

A importância da irradiação solar

Outro dado crucial é o índice de irradiação solar da localidade, que varia conforme a geografia. Utilizando ferramentas como o site do CRESESB ou outras ferramentas, é possível obter essas informações inserindo a latitude e longitude da área de instalação.

O processo de cálculo para quantidade de placas solares

É importante considerar perdas no inversor e no banco de baterias. Por exemplo, um consumo de 200 kW/h mensais requer ajustes para as perdas, resultando em um número maior após a aplicação de fatores de eficiência. O consumo mensal é então convertido em consumo diário, dividindo-se o total mensal ajustado pelo número de dias do mês.

A escolha das placas solares

Finalmente, determina-se a potência total necessária das placas solares, dividindo o consumo diário pelas horas de sol pleno e ajustando pela eficiência das placas e cabeamento. Com a potência total calculada, escolhe-se o tipo de painel solar, garantindo que a soma da potência de todos os painéis atinja a necessidade calculada.

Através desses cálculos, é possível determinar o número exato de placas solares necessárias para uma residência se tornar energeticamente autossuficiente. No exemplo citado, um consumo de 200 kW/h mensais necessitaria de aproximadamente cinco placas solares de 560 Watt pico para um sistema off-grid eficiente.

A instalação de um sistema de energia solar off-grid representa um investimento inicial significativo, mas que se traduz em economia a longo prazo e contribui para a sustentabilidade. Deixe nos comentários sua opinião sobre essa transição energética e se considera viável a instalação de um sistema off-grid em sua residência. Vamos juntos rumo à independência energética!

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x