MENU
Menu
Início China abala o mundo ao revelar que está cobrindo todos os seus lagos com painéis solares para criar a usina solar flutuante mais PODEROSA do UNIVERSO capaz de gerar 40 Megawatts

China abala o mundo ao revelar que está cobrindo todos os seus lagos com painéis solares para criar a usina solar flutuante mais PODEROSA do UNIVERSO capaz de gerar 40 Megawatts

13 de abril de 2024 às 19:26
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
China abala o mundo ao revelar que está cobrindo todos os seus lagos com painéis solares para criar a usina solar flutuante mais PODEROSA do UNIVERSO capaz de gerar 40 Megawatts
Foto: usina solar flutuante/Dall-e

China constrói a maior usina solar flutuante do mundo e surpreende o mercado global de energia renovável. O empreendimento conta com mais de 100 mil painéis solares e capacidade para abastecer 15 mil casas.

Huainan, localizada no leste da China, é uma das principais cidades do Círculo Metropolitano de Hefei. Por décadas, a região foi reconhecida como um importante centro de produção de carvão. No entanto, esse cenário está se transformando radicalmente devido ao investimento massivo da China em fontes de energia limpa. Um exemplo notável dessa mudança é a usina solar flutuante de Huainan, que conta com milhares de painéis solares, representando uma das muitas iniciativas voltadas para a sustentabilidade na área.

Maior usina solar flutuante do mundo consegue abastecer 15 mil casas

Considerada a maior usina solar flutuante do mundo, a obra é realmente fascinante tanto pela grandiosidade quanto pela alta tecnologia empregada no projeto. A província de Anhui está localizada no leste da China no Delta do Rio Yangtzé. Por um lado, a região é um berço de pré-história chinesa e escavações revelaram fósseis que confirmam a presença de gerações de pessoas no local.

Artigos recomendados

A instalação do empreendimento na China foi feita em um lago e ocupa 86 hectares, tamanho equivalente a 121 campos de futebol. São 165 mil painéis solares produzindo 40 MW suficientes para abastecer cerca de 15.000 residências.

Na China, nuvens de sujeira são comuns nos centros urbanos. Considerado o maior poluidor do mundo, o país tem enfrentado graves consequências desta triste realidade. Uma delas é que as pessoas são obrigadas a ficarem em casa por dias para evitar danos maiores à própria saúde.

Para reduzir esses impactos nocivos, a China está adotando uma série de medidas. Desde 2003, o uso do carvão como fonte de energia no país vem diminuindo ano após ano. Pelo acordo de Paris, um tratado internacional sobre mudanças climáticas firmado em 2015, a China se comprometeu a reduzir as emissões de carbono ao máximo até 2030, além de expandir em 20% as suas fontes renováveis de energia.

Maior usina solar flutuante na China recebe investimento milionário

A construção da maior usina solar flutuante do mundo em Hainan é um braço essencial dessa estratégia. A realização deste Megaprojeto envolveu muitos estudos e foi inaugurado em 2017, a custo de US$ 45 Milhões.

A usina foi instalada em alto mar pelo fato de que os painéis solares perdem eficiência de acordo com o aumento da temperatura. Isso ocorre com todo dispositivo eletrônico. Contudo, isso não acontece em usinas solares flutuantes já que a aproximação com a linha d’água resfria os módulos, diminuindo o risco de superaquecimento dos painéis.

Conforme estudos realizados, o ganho em eficiência do arranjo fotovoltaico em uma usina flutuante varia de 5% a 15% em relação a uma usina solar convencional. Ocorre que Hainan é um local quente e úmido e o projeto fica em uma área de mineração que foi inundada devido às constantes chuvas, alcançando uma profundidade de água entre 4 a 10 m, ou seja, a permanente inundação tornou a área inoperante durante anos, pois não serviria para mineração, para fins de irrigação e a água também é imprópria, devido ao seu alto nível de mineralização.

Entenda como funciona a flutuação dos painéis solares

Um dos fatores-chave para o sucesso de qualquer projeto é a capacidade de utilizar os recursos existentes de maneira mais eficaz. Foi exatamente isso que a China fez ao escolher esta área para construir a maior usina solar flutuante do mundo.

Os painéis solares empregados na usina são fornecidos pela Sungrow, uma líder global na fabricação de sistemas de inversores fotovoltaicos. Esses painéis foram especialmente projetados para operar eficientemente em ambientes de alta umidade. A construção de uma usina solar flutuante exige o uso de flutuadores, estruturas que mantêm os painéis solares sobre a água.

Esses flutuadores precisam ser extremamente resistentes, considerando que cada painel fotovoltaico pode pesar até 25 kg. Atualmente, existem diversos tipos de flutuadores em uso globalmente, incluindo modelos feitos de plásticos reforçados com fibra de vidro.

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x