MENU
Menu
Início Casa dos Ventos e Comerc firmam importante acordo com a TransHydrogen Alliance (THA) para fomentar a exportação da produção inicial de amônia verde no Porto do Pecém, no Ceará, para o mercado energético da Europa

Casa dos Ventos e Comerc firmam importante acordo com a TransHydrogen Alliance (THA) para fomentar a exportação da produção inicial de amônia verde no Porto do Pecém, no Ceará, para o mercado energético da Europa

15 de fevereiro de 2023 às 03:35
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
O objetivo da TransHydrogen Alliance (THA) é garantir uma cadeia de suprimento e exportação de energia renovável para o continente europeu. A Casa dos Ventos e a Comerc fecharam um acordo para a produção inicial de amônia verde na planta do Porto do Pecém.
Foto: Divulgação

O objetivo da TransHydrogen Alliance (THA) é garantir uma cadeia de suprimento e exportação de energia renovável para o continente europeu. A Casa dos Ventos e a Comerc fecharam um acordo para a produção inicial de amônia verde na planta do Porto do Pecém.

Mirando no futuro do mercado energético sustentável, a Casa dos Ventos e a Comerc firmaram um importante acordo com a TransHydrogen Alliance (THA). As empresas estão com um plano de exportação da produção inicial de amônia verde no Porto do Pecém, no Ceará, para o mercado da Europa. Assim, a planta com capacidade de até 2,4 GW de eletrólise garantirá um suprimento de energia renovável para o continente europeu.

THA visa garantir cadeia de suprimento de energia renovável na Europa com a exportação da produção inicial de amônia verde do projeto da Casa dos Ventos e da Comerc

O projeto de produção de hidrogênio e amônia verde no Porto do Pecém, no Ceará, idealizado pelas companhias Casa dos Ventos e Comerc, ganhou novos rumos.

Artigos recomendados

As empresas anunciaram um acordo com a THA para realizarem a exportação da produção inicial na planta para o mercado europeu, utilizando o Porto de Roterdã, na Holanda.

A Casa dos Ventos e a Comerc possuem um pré-contrato com o Porto do Pecém para a instalação de uma planta de produção dos combustíveis, com capacidade de até 2,4 GW de eletrólise, que poderá produzir 960 toneladas de hidrogênio por dia, e 2,2 milhões de toneladas de amônia por ano.

Dessa forma, elas buscam agora impulsionar um mercado regional dos produtos para os próximos anos. O contrato com a THA para a exportação da amônia verde marca um importante passo para isso. 

Além disso, ele garantirá mais benefícios e contribuições do Porto do Pecém para a descarbonização do setor de energia europeu.

“Queremos usar os recursos renováveis abundantes no Ceará e nos estados vizinhos para ampliar nossas soluções de descarbonização para o exterior”, destacou Lucas Araripe, diretor-executivo da Casa dos Ventos.

Diversos países da Europa já buscam no Brasil uma fonte de exportação de energias renováveis, como a Alemanha. O chanceler do país, Olaf Scholz, visitou o Brasil recentemente e reforçou o interesse de trabalhar com o país na ampliação de energias renováveis e produção de hidrogênio verde.

Planta de hidrogênio verde e amônia verde, iniciada em 2021, já é uma das grandes apostas para o mercado energético nos próximos anos

Após a assinatura do pré-contrato com o Porto do Pecém para o desenvolvimento da planta de hidrogênio e amônia verde em dezembro de 2022, a Casa dos Ventos e a Comerc expandem as ações para acelerar o projeto.

O desenvolvimento do empreendimento iniciou-se em 2021 e está agora na fase de licenciamento ambiental e projeto básico para iniciar a implantação em etapas.

A nova fábrica de produção dos combustíveis ocupará uma área de até 60 hectares na Zona de Processamento de Exportação (ZPE Ceará).

O objetivo é não só investir na exportação dos produtos, mas também fomentar um verdadeiro hub renovável com contribuições socioeconômicas para o estado do Ceará.

“O hidrogênio verde é o combustível do futuro, mas já é uma realidade e tendência mundial”, comentou Marcel Haratz, Presidente da Comerc Eficiência.

Com o novo contrato firmado com a THA para a exportação da amônia verde, a Casa dos Ventos e a Comerc avançam significativamente no seu projeto no Porto do Pecém.

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR