1. Início
  2. / Energia Renovável
  3. / Brasil está na mira da Europa para ser POLO de Hidrogênio Verde: Nordeste é a mina de ouro que pode consolidar o país como potência energética mundial
Tempo de leitura 4 min de leitura Comentários 3 comentários

Brasil está na mira da Europa para ser POLO de Hidrogênio Verde: Nordeste é a mina de ouro que pode consolidar o país como potência energética mundial

Escrito por Valdemar Medeiros
Publicado em 18/06/2024 às 08:16
Brasil está na mira da Europa para ser POLO de Hidrogênio Verde
Foto: Ilustração meramente ilustrativa de uma usina de hidrogênio verde no Brasil

O projeto de hidrogênio verde no Brasil prioriza o Nordeste pela sua localização estratégica e abundância de recursos renováveis nessa parte do país.

O Brasil está muito perto de se tornar um grande fornecedor mundial de hidrogênio verde, um tipo de energia sustentável que tem grande potencial para revolucionar a matriz energética global. Devido à abundância de recursos renováveis na região Nordeste do país, o Brasil consegue se posicionar como um fornecedor estratégico para o continente europeu, que têm buscado reduzir sua dependência de combustíveis fósseis, devido à crise oriunda da Guerra na Ucrânia.

Nordeste do Brasil é uma verdadeira ‘mina de ouro’ de hidrogênio verde

Sendo um dos elementos mais comuns encontrados no universo, o hidrogênio verde desempenha diversos papéis essenciais no dia a dia, desde a fabricação de fertilizantes, até produtos de limpeza, plásticos e tintas, além de ser encontrado em sua forma mais abundante: a água.

No entanto, o hidrogênio em sua forma mais pura possui alto potencial energético, contendo 3 vezes mais energia do que 1 L de gasolina. Além disso, o hidrogênio verde não libera substâncias tóxicas ao longo da queima.

Com a Europa desejando diminuir sua dependência de combustíveis fósseis, a parceria com o Brasil surge como potencial solução estratégica, já que o nosso país possui matriz energética composta de 83% de fontes renováveis. Além disso, há condições climáticas excelentes no Brasil, que potencializa a geração de energia eólica e solar, abrindo espaço para a geração de hidrogênio verde.

Projeto de Hidrogênio Verde no Brasil: Nordeste pode ser peça-chave para o país se tornar fornecedor mundial

O Nordeste Brasileiro, por ser uma região que consegue aproveitar bem o sol e os ventos, vem se destacando cada vez mais como uma grande potência na geração de energia limpa.

Com aproximadamente 700 parques eólicos construídos somente na região Nordeste, cerca de 85% da produção nacional de energia eólica se concentra em estados como Rio Grande do Norte, que é o principal produtor não somente no país, mas na América Latina. Ceará e Bahia também são grandes destaques no setor de energias renováveis.

A localização estratégica dos portos nos estados nordestinos também contribui para o transporte do hidrogênio, amenizando uma logística que, na maioria das vezes, é bastante complexa. Por isso, grande parte dos projetos de hidrogênio verde no Brasil são aplicados na região Nordeste.

A Unigel, considerada uma das mais importantes indústrias químicas do continente latino-americano, anunciou o investimento de 120 milhões de dólares em um projeto de produção de hidrogênio verde em Camaçari, na Bahia. O novo empreendimento, em operação desde o início deste ano, possui capacidade de mais de 10 mil toneladas de hidrogênio verde por ano.

No planejamento da Unigel, o empreendimento deverá ser quadruplicado, expandindo sua capacidade produtiva até o ano de 2025, com mais 1,4 bilhão de dólares adicionais. Até 2027, a empresa espera se posicionar no mercado como a idealizadora da maior instalação de hidrogênio verde mundial.

Outros projetos gigantes no Brasil

Não há apenas um projeto de hidrogênio verde no Brasil, mas vários projetos bilionários neste setor. A francesa Engie está planejando investir cerca de 11 bilhões de dólares em projetos no Brasil, sendo os primeiros 4 bilhões só na fase inicial, com o intuito de construir duas usinas no Complexo Industrial e Portuário de Suape, localizado em Pernambuco.

Já a australiana Fortescue irá investir aproximadamente 6 bilhões de dólares na construção de uma usina de hidrogênio verde no Complexo de Pecém, no estado do Ceará. A Fortescue planeja alcançar a meta global de produzir 15 milhões de toneladas de hidrogênio verde anualmente até 2030.

O uso do hidrogênio verde ao redor do mundo

O Brasil não é o único país com alto potencial na produção de hidrogênio verde, já que este possui capacidade para revolucionar diversos setores, como por exemplo o setor de mobilidade. Na Alemanha, vários testes já foram realizados em trens movidos a hidrogênio, criando uma alternativa sustentável para os trens movidos a diesel. Em meados de 2020, a Alemanha revelou ao mundo o primeiro caminhão elétrico, com motor alimentado por células de hidrogênio, considerado um grande avanço tecnológico.

Apesar dos grandes feitos realizados, é necessário lembrar que o hidrogênio verde ainda não é uma solução imediata e absoluta, já que ainda há variados riscos como infraestrutura, custos e distribuição. Para que o hidrogênio verde venha se tornar uma solução 100% viável, é preciso assegurar que as energias renováveis antecedentes a ele possam ser expandidas e acessíveis. Sem este significativo avanço, a consolidação do hidrogênio verde continuará distante.

Por isso, para que o Brasil consiga se posicionar como um ‘player’ estratégico no mercado mundial de hidrogênio verde, é necessário que haja o desenvolvimento e aperfeiçoamento da infraestrutura que temos atualmente no setor de energias renováveis, para que, futuramente, seja possível expandir as fontes de energia limpa até alcançar o hidrogênio verde.

Inscreva-se
Notificar de
guest
3 Comentários
Mais antigos
Mais recente Mais votado
Feedbacks
Visualizar todos comentários
Valdemar Medeiros

Jornalista em formação, especialista na criação de conteúdos com foco em ações de SEO. Escreve sobre Indústria Automotiva, Energias Renováveis e Ciência e Tecnologia

Compartilhar em aplicativos
0
Adoraríamos sua opnião sobre esse assunto, comente!x