Menu
Início Bom, bonito e barato. Será mesmo ? Confira agora porque os carros elétricos chineses são tão em conta e ultrapassam até mesmo as montadoras “veteranas”

Bom, bonito e barato. Será mesmo ? Confira agora porque os carros elétricos chineses são tão em conta e ultrapassam até mesmo as montadoras “veteranas”

9 de fevereiro de 2024 às 11:05
Compartilhe
Compartilhar no WhatsApp
Compartilhar no Facebook
Compartilhar no LinkedIn
Compartilhar no Telegram
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no E-mail
Siga-nos no Google News
carros elétricos, elétricos, carros
Foto: Divulgação/Uol Carros

Com cada vez mais espaço no mercado, os carros elétricos chineses vêm conquistando milhares de clientes pelo mundo. Mas, já se perguntou o porquê de eles serem tão acessíveis?

Os carros elétricos chineses estão ganhando cada vez mais espaço no mercado global, oferecendo qualidade e preços competitivos que desafiam os concorrentes tradicionais. Mas como eles conseguem ser tão acessíveis? Uma análise da UOL Carros revela que a estratégia agressiva das marcas chinesas, aliada ao peso do parque industrial e ao mercado interno gigantesco, tem sido determinante para essa revolução nos preços.

Especialistas consultados apontam que os fabricantes chineses adotaram uma estratégia agressiva de preços para ganhar participação de mercado e se tornarem mais conhecidos, especialmente em países onde estão chegando agora. “Eles estão dispostos a vender carros elétricos aqui sem ganhar muita coisa. Isso vale como um investimento de marketing”, afirma Cassio Pagliarini, da consultora Bright Consulting.

Artigos recomendados

Além disso, o mercado interno favorável à criação de níveis de escala imensos e o fornecimento local de itens complexos, como as baterias, têm contribuído para o baixo custo dos carros elétricos chineses. A China é o lar da maior fabricante de baterias do mundo, a CATL, e a terceira maior, a BYD, o que garante um fornecimento inesgotável de tecnologia indispensável aos veículos elétricos.

Decisão estratégica: a aposta da China nos carros elétricos

Há cerca de 20 anos, a China tomou uma decisão estratégica de investir na mobilidade elétrica, incluindo carros elétricos, híbridos, híbridos plug-in e sistemas de carregamento. Essa aposta colocou o país entre cinco e dez anos à frente de todos os outros, segundo Pagliarini.

A disparidade de valores também se deve ao alto custo de produção no Brasil, que inclui mão de obra, turnos mais extensos e trabalho aos fins de semana. Para competir, seria necessário investir mais em eficiência, impostos e tecnologia para se equiparar às condições oferecidas na China aos seus fabricantes, destacam os especialistas.

Exportações chinesas e protecionismo: desafios e estratégias

O volume exportado de carros elétricos pela China cresceu 12% no ano passado, enfrentando desafios como o protecionismo de alguns mercados, como Europa e Estados Unidos. No entanto, as marcas chinesas têm contornado essas barreiras, inclusive instalando fábricas em países como a Hungria. No Brasil, as taxas de Imposto de Importação podem ultrapassar o custo extra de fazer os modelos localmente, o que tem incentivado as gigantes chinesas BYD e GWM a produzirem automóveis no país ainda em 2024.
A situação atual dos carros chineses é bem diferente da primeira leva que chegou ao Brasil. Antigamente, esses veículos eram associados a produtos baratos e de baixa qualidade. No entanto, a realidade mudou, e hoje eles oferecem um custo-benefício atraente, competindo de igual para igual com as marcas tradicionais.


Você quer receber apenas notícias e vagas de emprego do seu interesse? A solução chegou através do app CPG VAGAS E NOTÍCIAS! Se você é pintor, vai receber no seu celular apenas oportunidades neste cargo. E será assim com pedreiro, técnico, engenheiro e etc..... Não perca nada do que acontece no mercado de trabalho e econômico do Brasil, baixe agora o app CPG VAGAS E NOTÍCIAS, disponível para Android e IOS!

APP CPG VAGAS E NOTÍCIAS

Relacionados
Mais recentes
COMPARTILHAR
BANNER POPUP CPG VAGAS E NOTICIAS 2 Fechar